Ampliar imagem | Tamanho original
Este texto, escrito por Ícaro Vilaça, Kaya Lazarini e Paula Constante, integra uma série de artigos a respeito das principais experiências desenvolvidas pela assessoria técnica USINA CTAH, que completou 25 anos no dia 06 de junho de 2015. Em comemoração, estamos publicando uma série de artigos que contam, a partir da perspectiva de alguns projetos selecionados, a história do grupo. O contraste é enorme. De um lado, a indústria de ferro gusa ligada ao projeto desenvolvimentista nacional e à inserção brasileira no mercado internacional de commodities. De outro, a comunidade e sua dinâmica local. De um lado, uma ferrovia de escala nacional, construída para escoar a produção do Projeto Carajás ao porto de São Luís - e sobre ela o maior trem de carga do mundo com seus 4 quilômetros e 300 vagões. De outro lado, ao longo da ferrovia, pequenas comunidades. Resultado: acidentes mortais de pessoas e animais (numa média recente, são duas pessoas atropeladas e mortas pelo trem da Estrada de Ferro Carajás a cada três meses). Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar