O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Azulejo português é candidato à lista de Patrimônio da Humanidade

Azulejo português é candidato à lista de Patrimônio da Humanidade

Azulejo português é candidato à lista de Patrimônio da Humanidade
Azulejo português é candidato à lista de Patrimônio da Humanidade, Azulejos na Estação de São Bento, no Porto, Portugal. © Leonel de Castro/Arquivo, via Jornal de Notícias.pt
Azulejos na Estação de São Bento, no Porto, Portugal. © Leonel de Castro/Arquivo, via Jornal de Notícias.pt

Os emblemáticos azulejos portugueses, famosos tanto em Portugal como em outras partes do mundo, serão inscritos pela Direção Geral do Patrimônio Cultural do país na lista de candidatura do Patrimônio da Humanidade da UNESCO. A notícia foi divulgada recentemente pelo secretário de estado, Jorge Barreto Xavier, no Museu Nacional do Azulejo (MNAZ) durante a inauguração da sala Manuel dos Santos, um dos pintores de maior destaque na azulejaria de Portugal.

Originário dos azulejos hispano-mouriscos da região de Andaluzia, esse elemento foi trazido para Portugal no século XVI e logo passou a ser empregado de maneiras originais. No século XVII começou a ser usado no interior de edificações históricas, enquanto que no século XIX passou para as fachadas dos edifícios.

O século XX viu o azulejo português invadir os espaços urbanos, sendo empregado em várias obras características do período moderno, como aeroportos, estações de metrô e rodoviárias.

"O azulejo português, ao longo dos últimos anos, tem vindo a ganhar destaque a nível internacional, servindo de inspiração, nomeadamente, a muitos costureiros e designers e está cada vez mais presente um pouco por todo o espaço lusófono", argumenta Xavier, justificando a candidatura à lista da UNESCO.

Referência: Jornal de Notícias.pt

Cita: Romullo Baratto. "Azulejo português é candidato à lista de Patrimônio da Humanidade" 25 Mai 2015. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/767288/azulejo-portugues-e-candidato-a-lista-de-patrimonio-da-humanidade> ISSN 0719-8906