O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Habitação Coletiva
  4. México
  5. Cadaval & Solà-Morales
  6. Edifício Residencial Córdoba-ReUrbano / Cadaval & Solà-Morales

Remodelaçao

Apresentado por the MINI Clubman

Edifício Residencial Córdoba-ReUrbano / Cadaval & Solà-Morales

  • 19:00 - 28 Abril, 2015
  • Traduzido por Camilla Sbeghen
Edifício Residencial Córdoba-ReUrbano / Cadaval & Solà-Morales
Edifício Residencial Córdoba-ReUrbano  / Cadaval & Solà-Morales, © Miguel de Guzmán
© Miguel de Guzmán

© Miguel de Guzmán © Miguel de Guzmán © Miguel de Guzmán © Miguel de Guzmán + 32

  • Arquitetos

  • Localização

    Cidade do México, Distrito Federal, México
  • Arquitetos Responsáveis

    Eduardo Cadaval, Clara Solà-Morales.
  • Área

    2200.0 m2
© Miguel de Guzmán
© Miguel de Guzmán

Descrição enviada pela equipe de projeto. O edifício localiza-se na Colônia Roma, um bairro de valor histórico na parte central da Cidade do México. Roma desenvolveu-se no século XIX, como uma das primeiras extensões da cidade central, configurado na malha ortogonal ocupada por grandes casarões que, no seu momento, abrigaram as classes mais abastadas da capital. Com o surgimento da vida suburbana nos anos 50, Roma foi perdendo seus habitantes, até chegar ao seu pior momento, durante os anos que seguiram o grande terremoto do ano 1985.

Edifício Residencial Córdoba-ReUrbano  / Cadaval & Solà-Morales, © Miguel de Guzmán
© Miguel de Guzmán

Devido a localização da cidade, onde antigamente era o lago de Texcoco, seu subsolo é altamente lodoso e por tanto, as ondas sísmicas se amplificam, o que fez com que durante o forte terremoto de 85, Roma foi uma das áreas mais afetadas da cidade; caíram muitos edifícios e muitos dos que resistiram foram abandonados por apresentarem danos estruturais ou, em muitos outros casos, por medo de que eles não resistissem a outro terremoto.

Planta baixa - térreo
Planta baixa - térreo

O bairro se deteriorou profundamente, com altos graus de inseguridade e de imóveis abandonados, até que recentemente ressurgiu com força como uma das áreas mais ativas da cidade, enchendo-se de galerias de arte, pequenos restaurantes, cafés e jovens ocupando novamente suas ruas e espaços públicos.

© Miguel de Guzmán
© Miguel de Guzmán

O projeto constrói-se graças a iniciativa da startup Reciclaje Urbana. A aposta é alta: construir um edifício em uma moradia catalogada de valor histórico, sem garagem - em uma cidade onde o rei é o automóvel - e com comércio no térreo, condição associada comumente no México a uma forçada combinação para as classes baixas e não como um elemento indispensável para construir qualidade urbana.

Corte Longitudinal BB
Corte Longitudinal BB

A ReUrbano identifica um antigo casarão que foi abandonado após a morte da sua octogenária ocupante e nos encarrega o projeto de transformá-la. O edifício terá 9 moradias de diferentes tamanhos e configurações, assim como um local no térreo na parte frontal do edifício. O projeto nos obriga a refletir sobre o valor da forma arquitetônica nos tecidos urbanos, assim como o valor do patrimônio e as formas de intervir nele. Buscamos um projeto discreto, respeitando, tanto quando fosse possível, a estrutura espacial (e a essência) da residência existente.

© Miguel de Guzmán
© Miguel de Guzmán

O projeto mantém quase a totalidade da edificação existente, apesar da regulamentação estabelecida pelos órgãos de preservação local estabelecer para a edificação existente a conservação unicamente da fachada; acreditamos no valor da estrutura, assim como no seu interesse espacial e as possibilidades de mantê-la apesar do aumento da superfície útil do edifício.

Corte Longitudinal CC
Corte Longitudinal CC

A construção existente ocupa a grande maioria do terreno, mas possui na sua parte posterior a ruína de uma antiga área de serviço, independente da casa. O projeto sustenta-se na análise de cada um destes elementos para criar uma realidade totalmente distinta da existente, de acordo com a nova vocação econômica e social da área, mas em harmonia com a construção original: passado e presente convivendo, respeitando-se e criando um novo elemento unitário construído por duas tipologias arquitetônicas de acordo com seus movimentos históricos. 

© Miguel de Guzmán
© Miguel de Guzmán

O projeto estrutura-se através de um corredor lateral; o pátio de acesso existente na residência original é reproduzido na parte posterior e proporciona os 2 núcleos de acesso do edifício. O anexo que é construído na parte posterior da residência, em substituição a área de serviço e traça um segundo pátio de acesso com a forma e a materialidade do casarão existente, mas utilizando tecnologias atuais: o anexo é claramente identificável sob um olhar profissional, mas oferece uma leitura contínua a um olho distraído.

Planta baixa - primeiro pavimento
Planta baixa - primeiro pavimento

O projeto também cresce em altura, tanto dentro do edifício existente, como através da adição de dois pavimentos sobre o casarão. Escavando a meio nível sobre a cota da rua e construindo uma série de níveis intermediários, o interior do casarão passa a ter até três níveis em alguns pontos. Com a intenção de ressaltar a horizontalidade, o primeiro pavimento que é construído sobre o edifício existente, é totalmente envidraçado para conferir o máximo de leveza possível no anexo, assim como diferenciar claramente a edificação original da nova intervenção.

© Miguel de Guzmán
© Miguel de Guzmán

O último pavimento é construído com ar e arquitetura: uma sucessão de terraços e volumes construídos permite modificar a percepção da altura total do edifício assim como estilizar o projeto para que apareça como uma cadeia de pequenas torres e não como um sólido contínuo.

© Miguel de Guzmán
© Miguel de Guzmán

A materialidade é importante para o projeto. A residência original está construída em alvenaria, material que é empregado também no anexo da parte posterior da edificação. O original é um material rugoso, vivo e carregado de identidade e história; o novo se diferencia do primeiro por pequenos detalhes, desde sua elaboração industrial até na forma como são perfuradas as paredes. São pequenas sutilezas que permitem identificar a diferença, mas que na sua semelhança constroem uma mesma identidade. 

© Miguel de Guzmán
© Miguel de Guzmán

Os volumes no pavimento superior definem sua própria identidade, tanto pelo material em si, como pela cor (preta, para conferir leveza a construção adicional). Os materiais trabalham a serviço da geração de espaços únicos, de grande personalidade, pensados para famílias-padrão, com necessidades mutáveis mas também padronizadas: salas, dormitórios, cozinhas e banheiros que criam espaços intricados com a velha e a nova estrutura, prontos para serem apropriados pelas formas de vida particulares e diferentes de cada um dos seus habitantes. 

© Miguel de Guzmán
© Miguel de Guzmán
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato. Cita: "Edifício Residencial Córdoba-ReUrbano / Cadaval & Solà-Morales" [Cordoba-ReUrbano Housing Building / Cadaval & Solà-Morales] 28 Abr 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/765843/cordoba-reurbano-cadaval-and-sola-morales> ISSN 0719-8906