Ampliar imagem | Tamanho original
O edifício está localizado em uma tranquila rua do bairro de Villa Urquiza delimitada por duas linhas rodoviárias com foco nas estações Coghlan e Drago. É um bairro próspero, mesmo com a grande quantidade de demolições sofridas para a construção da rodovia. Está caracterizado por diversas tipologias - desde casas antigas de um ou dois pavimentos até edifícios de apartamentos - ruas tranquilas e arborizadas junto a avenidas de trânsito rápido e fluido. O edifício responde ao entorno com uma aparência distintamente contemporânea. A proposta possui seu ponto de partida em outro edifício do escritório, construído na mesma rua, a apenas 50 metros de distância. Tendo como referência o Le Bretón II, como gostamos de chamá-lo, a edificação mantem as formas do seu antecessor, incorporando 3 tipologias das residências com jardins de distintas superfícies. Elas agrupam-se em dois blocos divididos por um grande pátio central onde está o núcleo de circulação a céu aberto. Os apartamentos do bloco em contato com a rua são unidades de um, dois ou três ambientes e duas coberturas com terraço próprio. O outro bloco possui 3 residências de um pavimento com jardim próprio e uma cobertura no terceiro pavimento com um grande terraço e piscina própria. Estas tipologias procuram manter o caráter das residencias do bairro, mas dentro das comodidades de um complexo de moradias coletivas. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar