Ampliar imagem | Tamanho original
As casas inscritas, com seus limites pequenos, foram pensadas e construídas como microcosmos. O termo inscrito, tomado da geometria, nos induziu ao encontro de novas qualidades. A concretização à qual nos submetem os limites irregulares e quebradas das empenas, longe de percebê-las como qualidade negativa, nos realça formas e corpos. Os conferindo a qualidade de ilimitados e, como consequência, os tornando infinitamente manipuláveis no interior. Espaços discretos, onde edifício e usuário estabelecem relações dialéticas que resultam na criação de infinitos espaços fronteiriços sequenciais. Estes reproduzem a continuidade do percurso nos permitindo desfrutar de três pátios, que filtram a luz natural gerando outras matizes: tons azuis, ocres e verdes. Ambientes quase monocromáticos. As relações diagonais entre os espaços comuns nos oferecem recortes do céu e fragmentos gerados pelo vento, iluminação e ventilação natural. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar