Ampliar imagem | Tamanho original
A cidade dispersa e transeuropeia na qual se converteu a costa montanhosa de Alicante aloja uma população heterogênea atraída pelo sol, mar, clima suave, proximidade de serviços e vegetação frondosa. A promessa de experiências relaxantes e hedonistas cativa tanto a turistas de temporadas como a residentes estáveis que atingem suas expectativas. O projeto participa deste contexto e é desenhado para acolher as demandas de uma vida multifamiliar no verão e o retiro de aposentados durante o resto do ano. A casa é apoiada nos terraços existentes de descendência agrícola que salvam a forte inclinação do terreno. A diferença de altura do lote permite obter vistas esplêndidas desde a cota superior, enquanto a inferior paira sobre um córrego. A habitação se alia com as vistas e a brisa, aproveitando os desníveis e a vegetação para construir os espaços de atividades simultâneas ao longo do dia e noite. As árvores existentes foram conservadas e foram plantadas novas espécies para conquistar a exuberância onírica prometida. Os espaços interiores são organizados em cascata, deixando na parte superior as zonas públicas associadas aos terraços-mirantes e na inferior os dormitórios conectados com o jardim e a piscina.O detalhe proposto para as aberturas elimina a presença do vidro quando estão abertos o que permite entender a casa como uma grande varanda que dá continuidade às atividades exteriores no interior. A construção aproveita a inércia térmica do concreto e a pedra combina com a leveza das persianas verde abacate e o mosaico de vidro para proporcionar ambientes frescos e ventilados. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar