Ampliar imagem | Tamanho original
Em agosto de 1932, Stalin, de férias em Sochi, enviou um memorando com suas opiniões sobre as inscrições relacionadas ao concurso para a construção do Palácio dos Sovietes, o monumento - que nunca foi construído - para Lenin e para o centro do governo. Neste memorando, ele escolheu seu desenho preferido, um "bolo de casamento colossal" com uma estátua de Lenin de 260 pés (79 metros) no topo, projetado por Boris Iofan. Pouco mais de 80 anos depois, Sochi novamente sediou os caprichos arquitetônicos de um poderoso líder russo para os Jogos Olímpicos de Inverno de 2014. Uma simplificação exagerada? Provavelmente. Mas com uma boa simetria. Arquitetura sempre foi a melhor maneira para ideologias deixarem suas marcas, e a Rússia  é um dos melhores lugares do mundo para se observar isso. Os últimos dois séculos têm visto a Rússia transitando entre, não apenas as formas de governo (autocracia czarista para a República de curta duração, em seguida para o sistema soviético e depois voltando para a República), mas também entre tons de governo, que é influência importante no legado arquitetônico desse período. O estilo russo do renascimento da década de 1880 são impensáveis apenas 30 anos antes, também a grandeza do estilo stalinista faria pouco sentido no degelo Khrushchev. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar