O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Concursos
  3. Proposta para o Anexo da Biblioteca Nacional / Ravaglia & Philot + Liebert Rodrigues, Luisa Gonçalves e Miguel Viñas

Proposta para o Anexo da Biblioteca Nacional / Ravaglia & Philot + Liebert Rodrigues, Luisa Gonçalves e Miguel Viñas

Proposta para o Anexo da Biblioteca Nacional / Ravaglia & Philot + Liebert Rodrigues, Luisa Gonçalves e Miguel Viñas
Proposta para o Anexo da Biblioteca Nacional / Ravaglia & Philot + Liebert Rodrigues, Luisa Gonçalves e Miguel Viñas, Cortesia de Ravaglia & Philot + Liebert Rodrigues, Luisa Gonçalves e Miguel Viñas
Cortesia de Ravaglia & Philot + Liebert Rodrigues, Luisa Gonçalves e Miguel Viñas

Competição : Concurso Anexo da Biblioteca Nacional
Premio :
Projeto :
Autores : Ravaglia & Philot + Liebert Rodrigues, Luisa Gonçalves e Miguel Viñas, Rio de Janeiro - RJ, 2014

Apresentamos a seguir o projeto desenvolvido por Ravaglia & Philot + Liebert Rodrigues, Luisa Gonçalves e Miguel Viñas para o Anexo da Biblioteca Nacional, concurso promovido pela Fundação Biblioteca Nacional (FBN) e pela Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro (CDURP), e organizado pelo Departamento Rio de Janeiro do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB-RJ).

Cortesia de Ravaglia & Philot + Liebert Rodrigues, Luisa Gonçalves e Miguel Viñas Cortesia de Ravaglia & Philot + Liebert Rodrigues, Luisa Gonçalves e Miguel Viñas Cortesia de Ravaglia & Philot + Liebert Rodrigues, Luisa Gonçalves e Miguel Viñas Cortesia de Ravaglia & Philot + Liebert Rodrigues, Luisa Gonçalves e Miguel Viñas + 14

Quando inaugura-se uma biblioteca, cultura e saberes trazem ecos de transformação. No complexo programa das bibliotecas contemporâneas encontramos para além dos livros e periódicos, exposições de arte, conferências, gastronomia, livraria e eventos diversos, para citar alguns exemplos. A Biblioteca Nacional, cuja importância histórica atravessa as fronteiras da cidade, expandiu-se, e na necessidade de um novo edifício anexo para armazenamento de sua extensa coleção de livros e periódicos a instituição viu uma oportunidade de abrir seu acervo para o público e contribuir para o desenvolvimento urbano da cidade.

Cortesia de Ravaglia & Philot + Liebert Rodrigues, Luisa Gonçalves e Miguel Viñas
Cortesia de Ravaglia & Philot + Liebert Rodrigues, Luisa Gonçalves e Miguel Viñas

A região portuária no Rio de Janeiro está passando por uma remodelação urbana que deverá trazer mais público para a área; e a construção de alguns edifícios impulsionará o seu desenvolvimento. A relação entre arquitetura e cidade é hoje um tema crucial nas discussões sobre intervenções urbanas, e o projeto arquitetônico para o anexo da Biblioteca Nacional foi pensado para ser um novo centro urbano de cultura. Em suas dimensões e múltiplas atividades, vemos o alcance de seu programa. O projeto então transborda seu conteúdo programático e assume uma função conectora na sua relação com o entorno, servindo como um catalisador de desenvolvimento para a região.

Cortesia de Ravaglia & Philot + Liebert Rodrigues, Luisa Gonçalves e Miguel Viñas
Cortesia de Ravaglia & Philot + Liebert Rodrigues, Luisa Gonçalves e Miguel Viñas

O novo anexo da Biblioteca Nacional possui a importante função de difundir cultura e o conhecimento produzidos no Brasil para o público da cidade do Rio e seus visitantes. Assim, o desafio principal do projeto é o de CONVIDAR; proporcionar às pessoas o encontro na Biblioteca de um lugar agradável, com acesso ao seu rico acervo, além de aproximar o público da atividade dos pesquisadores, criando para eles uma área confortável e conectada.

Estratégia projetual

A opção por unificar o conjunto de três partes fragmentadas apresenta-se mais coerente com a paisagem urbana que está sendo criada. Com uma fachada contínua em malha de brises, é possível o controle da incidência de luz natural, necessárias nos espaços de uso público, e restrita no acervo de livros e periódicos, e ao mesmo tempo apostar na abertura ao espaço público da praça logo na entrada no edifício, reforçando o convite a ser feito a seus visitantes.

Estratégia projetual. Image Cortesia de Ravaglia & Philot + Liebert Rodrigues, Luisa Gonçalves e Miguel Viñas
Estratégia projetual. Image Cortesia de Ravaglia & Philot + Liebert Rodrigues, Luisa Gonçalves e Miguel Viñas

O edifício é responsável por diversas articulações. Entre o grande público e o fluxo de serviço uma série de outros caminhos acontecem por todo o conjunto. O pavimento térreo direciona às áreas que precisam de privacidade, como o trabalho de conservação de livros e periódicos, às áreas públicas independentes, como o auditório, e as áreas intermediárias, como os salões de leitura, centrais no projeto, e um convite é feito a todos que desejam usufruir desse espaço.

Cortesia de Ravaglia & Philot + Liebert Rodrigues, Luisa Gonçalves e Miguel Viñas
Cortesia de Ravaglia & Philot + Liebert Rodrigues, Luisa Gonçalves e Miguel Viñas

Distribuição do programa

Três grupos de atividades principais são distribuídos pelos espaços desse conjunto articulado de edifícios que é o Anexo da Biblioteca Nacional. Como os andares superiores do prédio da estação de expurgos está fora da área do concurso, as atividades do programa de necessidades foram distribuídas, em sua maioria, nos edifícios novos nas laterais do terreno.

A oeste, o setor de Trabalho e Serviços. O térreo coordena a saída de carga, o acesso de funcionários e demais espaços restritos. Através dessa área é possível acessar o térreo da Estação de Expurgos, onde os arquivos seguem o percurso de estocagem, análise e protocolo. Nos demais pavimentos do bloco oeste estão as áreas de coordenação, planejamento e administração.

Plantas e cortes. Image Cortesia de Ravaglia & Philot + Liebert Rodrigues, Luisa Gonçalves e Miguel Viñas
Plantas e cortes. Image Cortesia de Ravaglia & Philot + Liebert Rodrigues, Luisa Gonçalves e Miguel Viñas

No bloco leste, as áreas públicas conectam-se à praça que recebe os visitantes vindos da Zona Portuária. Dessa forma, uma grande esplanada redefine a entrada do público ao conjunto. No térreo são localizados os saguões que levam às demais áreas, bem como livraria e café. Nessa área, uma grande escada em espiral atravessa todo o edifício, oferecendo mais uma opção de circulação. A área de exposições, localizada no pavimento de eventos, tem acesso direto do saguão através dessa escada, permitindo que haja separação desta área em relação ao auditório e salas multiúso, caso necessário. Nos pavimentos em que há salões de leitura, foram propostos espaços amplos, mas foi privilegiado que as subdivisões permitissem a boa continuidade dos fluxos. Dessa forma, do setor técnico no térreo até cada área técnica ou restrita dos demais pavimentos, o funcionário pode seguir por um elevador de uso restrito e acessar diretamente tais áreas.

Cortesia de Ravaglia & Philot + Liebert Rodrigues, Luisa Gonçalves e Miguel Viñas
Cortesia de Ravaglia & Philot + Liebert Rodrigues, Luisa Gonçalves e Miguel Viñas

O bloco norte, por apresentar boa conexão com o bloco central e uma vista privilegiada, foi definido como uma área de conforto do pavimento. Cada um deles receberá copa, sanitários mais amplos e uma área de estar com sofás e poltronas.

As fachadas

Fachadas. Image Cortesia de Ravaglia & Philot + Liebert Rodrigues, Luisa Gonçalves e Miguel Viñas
Fachadas. Image Cortesia de Ravaglia & Philot + Liebert Rodrigues, Luisa Gonçalves e Miguel Viñas

A membrana de brises que envolve o edifício foi projetada com base no estudo de radiação solar incidente nas fachadas durante o ano, tendo como objetivo garantir conforto térmico e otimizar as demandas energéticas do edifício. Este estudo inicial recebeu várias camadas de elementos de restrição com base na distribuição do programa, tais como área de acervo restrito com iluminação controlada e áreas de trabalho. O aspecto final da membrana é resultado da parametrização destes diversos inputs, distribuindo elementos retangulares vazados com diversas aberturas por toda a extensão do edifício. 

Ver a galeria completa

Sobre este autor
Romullo Baratto
Autor
Cita: Romullo Baratto. "Proposta para o Anexo da Biblioteca Nacional / Ravaglia & Philot + Liebert Rodrigues, Luisa Gonçalves e Miguel Viñas" 16 Jan 2015. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/760487/proposta-para-o-anexo-da-biblioteca-nacional-ravaglia-and-philot-plus-liebert-rodrigues-luisa-goncalves-e-miguel-vinas> ISSN 0719-8906