ONU anuncia Quito como sede da conferência Habitat III em 2016

ONU anuncia Quito como sede da conferência Habitat III em 2016

A cidade de Quito, capital do Equador, vai sediar a cúpula Habitat III, a 3ª Conferência das Nações Unidas sobre Moradia e Desenvolvimento Urbano Sustentável. O anúncio foi feito pelo diretor-executivo da ONU-Habitat, Joan Clos.

O Ministério de Desenvolvimento Urbano e Habitação do país emitiu um comunicado dizendo que a oportunidade de receber o evento é única e que é uma oportunidade para o Equador colocar em evidência e discutir suas políticas de urbanismo e inclusão social.

A América do Sul tem se firmado como palco de importantes espaços de discussão sobre moradia e urbanismo. Em 2014, Medelín, na Colômbia, recebeu o Fórum Urbano Mundial, também promovido pela ONU-Habitat. Em 2020, o Rio de Janeiro vai sediar o 27º Congresso Mundial da União Internacional dos Arquitetos (UIA).

Histórico da Conferência 

A primeira conferência sobre o tema, a Habitat I, aconteceu em 1976, em Vancouver, no Canadá. Na ocasião, foi instituído o Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat), com sede em Nairóbi, no Quênia. A organização promove cidades socialmente, urbanisticamente e ambientalmente sustentáveis e coordena ações de habitação e de qualidade de vida no âmbito da ONU.

A segunda edição da cúpula, a Habitat II, aconteceu em Istambul, na Turquia, em junho de 1996. Como resultado da conferência, também conhecida como “Cúpula das Cidades”, foi apresentada a Agenda Habitat, um documento aprovado pelos estados-membros se comprometendo a promover habitação adequada, assentamentos humanos sustentáveis, participação da cidadania, igualdade de gênero, entre outros aspectos.

Consulta pública no Brasil

Na conferência, cada país deve entregar um relatório nacional o andamento de políticas internas sobre o tema. E para que a sociedade brasileira participe da construção desse documento, foi criada uma plataforma virtual de discussão sobre tópicos importantes para o futuro das nossas cidades.

Arquitetos e urbanistas e cidadãos em geral podem participar e contribuir para a nova “Agenda Habitat”, que deve ser elaborada no evento. São 4 etapas de participação: consulta, indicadores, seminário e discussão do texto - e cada uma delas será aberta para contribuições até abril de 2015. 

A primeira fase tem o objetivo de coletar, por meio de um questionário, informações sobre temas relacionados ao desenvolvimento urbano no Brasil, considerando o que ocorreu nos últimos e as expectativas para os próximos. O tempo estimado para responder é de 20 minutos. Os dados fornecidos serão tratados de forma confidencial. Interessados em contribuir podem responder às perguntas até o dia 7 de fevereiro de 2015. 

Levando em conta as informações e dados obtidos por meio da plataforma participativa, o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), a Secretaria de Relações Institucionais (SRI) da Presidência da Republica, o Conselho Nacional das Cidades (ConCidades) e o Ministério das Cidades vão elaborar o relatório brasileiro para a Habitat III.

Para mais informações sobre a conferência Habitat III, acesse a página oficial do evento.

Via CAU

Sobre este autor
Cita: Romullo Baratto. "ONU anuncia Quito como sede da conferência Habitat III em 2016" 06 Jan 2015. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/759885/onu-anuncia-quito-como-sede-da-conferencia-habitat-iii-em-2016> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.