Ampliar imagem | Tamanho original
O edifício possui raízes em um terreno urbano não estruturado feito de espaços vazios (parques infantis, amplas avenidas) e edifícios como objetos de desenvolvimento urbano modernista (blocos de moradias municipais, academia e escola). O edifício da Academia de Música remete a uma "caixa de música", sólida e discreta, com suas paredes de tijolo,  e bonita por seu revestimento de liga de ouro e cobre. Sua forma corta harmoniosamente o horizonte. O ritmo de suas aberturas de ouro pontua as fachadas, dependendo da sua orientação e da necessidade de luz natural. Este equipamento público cria uma identidade e homogeneidade no seu entorno e nos edifícios do bairro. Os dois materiais principais utilizados para as fachadas do projeto são tijolo escuro e cobre que completam um ao outro sem luxo e nem protocolo aparente: Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar