Ampliar imagem | Tamanho original
"O uso obsessivo da projeção isométrica e da perspectiva conduziu à ideia de que o espaço em si mesmo poderia ser deformado e distorcido para ganhar em dinamismo e complexidade sem perder coerência e continuidade. Apesar de seu caráter abstrato, este trabalho sempre se volta à realidade arquitetônica e à vida real." Zaha Hadid completaria hoje 67 anos e desde que ganhou o Prêmio Pritzker  - primeira mulher a ser laureada com a honraria - sua carreira seguiu uma trajetória meteórica, com muitas importantes obras construídas e em fase de projeto em todo o mundo. O trabalho de seu escritório sempre buscou expandir os limites da arquitetura através de formas contínuas e singulares que criam contrastes espaciais. Mais informações a seguir. Antes do prêmio, Hadid era mais conhecida pelos seus extraordinários esboços-pinturas de obras não construídas, particularmente pelo projeto vencedor do concurso “The Peak” em 1982 e pela Cardiff Bay Opera House em 1994. As formas projetadas por Zaha eram tão revolucionárias que muitos questionavam se poderiam ser realmente construídas – por essas supostas “incertezas” a Opera House foi finalmente rejeitada.  De fato, antes de 1994, o único projeto construído pela arquiteta foi o desconstrutivista Corpo de Bombeiros de Vitra. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar