“SlowArt – Lina Bo Bardi” no Museu da Casa Brasileira

“SlowArt – Lina Bo Bardi” no Museu da Casa Brasileira

O Museu da Casa Brasileira, e a produtora Respire Cultura realizam no sábado, dia 25 outubro, uma nova edição do Slow Art. O evento está inserido nas comemorações do centenário de nascimento da arquiteta ítalo-brasileira Lina Bo Bardi (1914–1992) e dialoga com a mostra Maneiras de expor: arquitetura expositiva de Lina Bo Bardi, em cartaz no MCB até 9 de novembro.

A programação, que começa às 14h30, inclui oficinas culturais, show da banda Pitanga em Pé de Amora, às 18h, e, a partir das 19h15, a exibição do documentário inédito Precise Poetry, dirigido por Belinda Rukschcio. O filme, premiado recentemente no Arquitetura Films Festival Lisboa 2014, aborda a vida e a obra de Lina Bo Bardi por meio de entrevistas com amigos e colaboradoras, trazendo imagens de projetos criados por ela em São Paulo e Salvador e destacando seu legado para a arte e a arquitetura do Brasil.

Na tarde do dia 25, será possível conhecer mais sobre o universo representado nas exposições de Lina Bo Bardi, por meio da mostra Maneiras de expor e do contato com a artista Marcia Benevento, colaboradora da arquiteta em diversas exposições. No sábado, a partir das 14h30, Marcia oferece a oficina Ciranda na Casa Brasileira, atividade que reúne confecção de instrumentos de percussão, música e dança, rememorando a valorização da cultura popular incentivado por Lina Bo Bardi em contraposição aos hábitos de satisfação pelo consumo. “Iluminar as raízes da cultura e assim valorizar sua arte e expressão, para melhor entender o processo histórico que deu forma (cor e aroma) ao povo brasileiro. Estes foram os princípios estéticos que a arquiteta defendeu”, revela Marcia Benevento. “A ideia é convidar pais e estudantes em torno de uma roda de ciranda, divertida e prazerosa, despertando a curiosidade sobre o folguedo e as condições em que este ocorre”.

Na ocasião será possível também visitar a cobra gigante criada pela artista no jardim do MCB, aos moldes da sucuri cenográfica desenvolvida por ela para a mostra Entreato para Crianças (SESC Pompeia, 1985). As outras oficinas que integram o Slow Art – Lina Bo Bardi são: Cara de Quintal, que busca estimular a criação de espaços que dialogam com a natureza, com elementos como módulos de caixa de papelão e fitas que ajudam as crianças a desenvolver a noção espacial, por meio da construção coletiva de cenários, túneis e outros ambientes; e Pintura em Mobiliário, mediada pelas artistas do Etudia MY.S, a atividade instiga a reflexão sobre a reutilização de materiais descartados por meio da pintura e customização de bancos de papelão.

Programação "Slow Art - Lina Bo Bardi"

14h30 às 17h30
Oficinas: “Ciranda na Casa Brasileira”, “Cara de Quintal” e “Pintura em Mobiliário”
A atividade Ciranda na Casa Brasileira, oferecida por Lídia Yogui, Miguel Paladino, Marcia Benevento e músicos cirandeiros, reúne confecção de instrumentos de percussão, música e dança. Cara de Quintal busca estimular a criação de espaços que dialogam com a natureza, com elementos como módulos de caixa de papelão e fitas que ajudam as crianças a desenvolver a noção espacial, por meio da construção coletiva de cenários, túneis e outros ambientes. Pintura em Mobiliário, mediada pelas artistas do Etudia MY.S, instiga a reflexão sobre a reutilização de materiais descartados por meio da pintura e customização de bancos de papelão. Para as oficinas, o atendimento aos participantes será feito por ordem de chegada e de acordo com a disponibilidade de vagas.

18h às 19h
Show do grupo Pitanga em Pé de Amora
Formado por jovens na faixa dos vinte anos, o grupo Pitanga em Pé de Amora adota o trabalho coletivo como norte para a criação de um repertório autoral. Seus integrantes (Angelo Ursini, Daniel Altman e Ga Setúbal, todos eles multi-instrumentistas) se revezam na autoria das composições letradas por Diego Casas, que além de letrista titular, também faz junto com Flora Popovic e Daniel Altman o vocal da maioria das canções. O caráter colaborativo abrange não só a criação musical, mas também a performance do grupo no palco, evidente no rodízio de instrumentos musicais que se dá ao término de cada música, sobressaindo a espontaneidade e o improviso de um time centrado em sua vocação: fazer uma música bonita e envolvente de se acompanhar, com letras simples que celebram histórias pitorescas, as melodias e o amor. Mais informações aqui.

19h15 às 20h15
Exibição do filme “Precise Poetry – Lina Bo Bardi’s Architecture
Documentário da diretora austríaca Belinda Rukschcio lançado em 2013 e inédito no Brasil, “Precise Poetry – Lina Bo Bardi’s Architecture” traz entrevistas com colaboradores da arquiteta ítalo-brasileira Lina Bo Bardi (Roma, 1914 - São Paulo, 1992), explorando aspectos sociopolíticos e eventos sociais que influenciaram em sua obra. O filme foi premiado recentemente no Arquitetura Films Festival Lisboa 2014.

Via MCB

Este evento foi enviado por um usuário de ArchDaily. Se você quiser, pode também colaborar utilizando "Enviar um evento". As opiniões expressas nos anúncios enviados pelos usuários archdaily não refletem necessariamente o ponto de vista de ArchDaily.

Cita: "“SlowArt – Lina Bo Bardi” no Museu da Casa Brasileira" 22 Out 2014. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/755743/slowart-nil-lina-bo-bardi-no-museu-da-casa-brasileira> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.