Ampliar imagem | Tamanho original
Pousando tranquilamente nos Kensington Gardens de Londres está o Serpentine Pavilion de 2014 de Smiljan Radic, um volume etéreo de fibra de vidro cuidadosamente moldada, pontuada por aberturas precisamente recortadas. Radic desejava uma estrutura que parecesse fina e frágil, mas forte o bastante para se sustentar, e sua afeição pelas qualidades rudimentares do papier-mâché - material usado na maquete - inspiraram a AECOM a utilizar fibra de vidro, material que potencializou as ousadas ideias de Radic. Neste artigo, originalmente publicado pela Metropolis Magazine como "Paper-Thin Walls", um engenheiro da AECOM explica a solução empregada. Saiba mais a seguir.  Uma orbe de fibra de vidro semi-translúcida colocada sobre um amontoado de pedras brilha na escuridão da noite nos Kensington Gardens. Uma galeria de 390 m² projetada pelo arquiteto chileno Smiljan Radic, o Serpentine Pavilion 2014 é um delicado jogo entre material, textura e luz. Radic usa frequentemente maquetes de papier-mâché em seu trabalho e queria que esse material fosse traduzido para o pavilhão. Chamou, então, a ajuda da equipe de engenharia do escritório multidisciplinar AECOM para contribuir com sua experiência técnica.  Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar