Ampliar imagem | Tamanho original
Do arquiteto: Na cidade do Porto os invernos são geralmente marcados por um clima frio e úmido, com chuvas intensas que se estendem durante grande parte do ano escolar. Esta escola, originária dos anos 70 e composta por pavilhões isolados, integrou o programa de modernização das escolas secundárias portuguesas onde se previa a introdução de novos recursos indispensáveis ao ensino público atual. Tendo em vista o novo programa e as condições climáticas do lugar projetamos um edifício que responde simultaneamente às exigências programáticas e à necessidade de construir uma grande área recreacional externa coberta, o novo espaço central da escola. Este volume desenvolve-se de forma linear e instala de frente para a praça duas das funções mais dinâmicas da escola – a biblioteca e a cafetaria. A implantação, que vai buscando espaço entre os edifícios existentes, sugeriu uma série de afastamentos que fizeram com que a estrutura da cobertura da praça se revele instável e livre de apoios. A intensidade cromática dos novos ambientes contrasta com a neutralidade dos espaços das salas de aula e ganha máxima expressão na grande praça coberta. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar