O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Notícias de Arquitetura
  3. Novo plano de transporte de Washington cogita implementar tarifação viária no centro financeiro da cidade

Novo plano de transporte de Washington cogita implementar tarifação viária no centro financeiro da cidade

Novo plano de transporte de Washington cogita implementar tarifação viária no centro financeiro da cidade
Novo plano de transporte de Washington cogita implementar tarifação viária no centro financeiro da cidade, Proposta para o perímetro de tarifação viária em Washington, D.C., EUA
Proposta para o perímetro de tarifação viária em Washington, D.C., EUA

Desde 2003, quando o centro de Londres começou a implementar as tarifas viárias, ou seja, desde que foi fixada uma taxa para transitar pelo centro da cidade, o número de automóveis diminuiu 30%, a qualidade do ar aumentou e foram gerados US$2 milhões, posteriormente aplicados em novas infraestruturas de transporte.

Como consequência, outras cidades começaram a imitar essa iniciativa que permite, ainda, fomentar outros meios de transporte mais limpos. Umas dessas cidades é Washington, EUA, que já a incluiu em seu novo plano geral de transportes, o moveDC, que procura descongestionar o setor financeiro e potencializar o uso do metrô e o Capital Bikeshare, seu sistema de bicicletas públicas.

Mais informações sobre a iniciativa de Londres e outros detalhes do moveDC, a seguir.

Quando um automóvel adentra o perímetro de tarifação viária em Londres, entre as 7h e às 18h, deve pagar um pedágio de US$19,25 que lhe permite circular livremente durante todo o dia. No caso das pessoas que moram nessa área, a tarifa é de apenas US$1,90; já os automóveis híbridos e elétricos não pagam.

Para controlar o pagamento, há câmeras espalhadas por todo o local. Assim, quem não pagar recebe uma multa de US$217, isto é, cerca de 11 vezes o preço original.

As mudanças que ocorreram no centro, consequências da implementação das tarifas viárias, podem ser observadas nas imagens abaixo. Na primeira, os pontos vermelhos representam os automóveis e táxis que transitavam pelo centro; na segunda, observa-se em azul as bicicletas cobrindo quase todo o perímetro pago.

Automóveis e táxis no centro de Londres (2001)
Automóveis e táxis no centro de Londres (2001)
Bicicletas no centro de Londres (2008)
Bicicletas no centro de Londres (2008)

No caso de Washington, a proposta consiste em criar uma “Área de Emprego Central” (primeira imagem do artigo), que é a região onde estão concentrados os edifícios governamentais e corporativos.

A atual conexão dessa região se dá pelo metrô e pelas bicicletas públicas do sistema Capital Bikeshare, razões pelas quais o Departamento de Transportes considerou a área adequada para aplicar a tarifação viária. Além disso, para tornar mais viável sua implementação, foi estabelecido que nas ruas próximas ao perímetro pago também será cobrada uma taxa em função do nível de congestionamento em determinadas horas do dia.

O plano geral de transportes começou a ser elaborado em fevereiro de 2013 e contou com a opinião dos cidadãos através de enquetes, seminários e oficinas. Entre as principais medidas do plano, que se caracteriza por seu aspecto intermodal, considera-se a ampliação das ciclovias, a construção de uma nova linha de metrô e a expansão do alcance do transporte público existente.

O Departamento de Transportes informou que as medidas serão encaminhadas à votação no final do mês de julho.

Via Plataforma Urbana. Tradução Camilla Ghisleni, ArchDaily Brasil.

Sobre este autor
Cita: Constanza Martínez Gaete. "Novo plano de transporte de Washington cogita implementar tarifação viária no centro financeiro da cidade" 20 Jul 2014. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/624169/novo-plano-de-transporte-de-washington-cogita-implementar-tarifacao-viaria-no-centro-financeiro-da-cidade> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.