Ampliar imagem | Tamanho original
Desde a década de 1990, quando um decreto presidencial criou o selo Procel de eficiência energética, muitos brasileiros começaram a prestar atenção na etiqueta indicativa de consumo antes de comprar um eletrodoméstico. A obrigatoriedade do selo foi estendida para edifícios públicos federais no mês passado através da publicação no Diário Oficial da União pela Secretaria de Logística e Tecnologia da normativa IN02/2014, que obriga edificações novas ou em processo de reformas a serem “etiquetadas”. Dos 25 prédios públicos que já possuem a ENCE (Etiqueta Nacional de Conservação de Energia) no país, cinco estão em Florianópolis, e destes, quatro são prédios do campus da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), dentre os quais o Restaurante Universitário. Dentre os aspectos que contribuem para uma boa classificação estão algumas estratégias passivas, como o uso de cores claras para a pintura - refletindo parte da radiação solar - , aproveitamento da iluminação natural nos espaços internos, emprego de vegetação na cobertura, etc. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar