O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Hotel Arrebol Patagônia / Harald Opitz

Hotel Arrebol Patagônia / Harald Opitz

Hotel Arrebol Patagônia / Harald Opitz
Hotel Arrebol Patagônia / Harald Opitz, © Francisco Negroni
© Francisco Negroni

O Lugar

O hotel encontra-se na margem sul do lago Llanquihue, no limite urbano da cidade de Puerto Varas. A área do terreno é de 14.000 m2, totalmente acidentado devido à existência de um bosque nativo, lagoas, córregos e nascentes. Além disso, faz parte de uma subdivisão privada de imóveis residenciais.

© Francisco Negroni

A Implantação

A implantação foi feita na borda superior do terreno, local com uma encosta íngreme e um platô de cerca de dez metros, com vista para toda a floresta da cidade, e o horizonte. O terreno possui quatro árvores nativas, que por suas dimensões e beleza, influenciaram a conformação e distribuição dos volumes do edifício.

Implantação

Decisões

O projeto se desenvolve de acordo com decisões fundamentais; a primeira é apropriar-se de uma circulação rural existente, na borda superior do terreno, que era utilizada para o transporte de lenha, liberando o bosque e armando o projeto em um platô de dez metros antes do talude. A segunda decisão é desenvolver os recintos sobre esta circulação, fechando-se na zona mais privada do setor, locando os cômodos para norte, para a cidade e o bosque.

© Francisco Negroni

Programa

O edifício é conformado por dois volumes, um privado na área superior do terreno e outro público, no nível inferior. O volume privado possui dois níveis de habitações, além de um saguão de entrada que funciona como espaço conector entre as zonas e um terraço que protege da insolação leste.

Planta nível 01

No volume público, encontra-se a sala de estar que se prolonga até o restaurante através de uma escada e o bar, que dialoga espacialmente com as três grandes árvores. O restaurante também possui um acesso independente para o público externo, na cota zero do terreno e que se relaciona com o terraço e a ladeira que leva ao bosque.

Planta nível restaurante

Aspectos Construtivos

O edifício é feito principalmente com aço e concreto. Para o isolamento acústico, utilizou-se um sistema de paredes duplas de concreto celular. As lajes são de sistema steel deck e o acabamento do piso é feito de concreto polido. As esquadrias são de madeira e vidro e a calefação utiliza energia geotérmica, transmitindo calor ao ambiente através de piso radiante.

© Francisco Negroni

Materiais

O projeto respeita os elementos próprios do lugar, utilizando cercas pré-existentes, o que, através de soluções construtivas de fechamento e revestimento da fachada, são incorporadas ao edifício, dotando-o de um novo valor.

No volume privado, a cerca utilizada até o talude (parte norte do lote), é constituída de elementos pré existentes na região, dispostos no terraço do primeiro nível da habitações e na proteção do saguão (terraço sobre o bar). Por outro lado, no revestimento do volume de habitações, parte sul do lote e área residencial de leste, foram utilizadas varas coletadas no próprio terreno, entrelaçadas por artesãs. O uso deste revestimento é interrompido parcialmente na fachada nordeste, enquadrando a vista da cidade e gerando uma área generosa de sombra no interior.

© Francisco Negroni

Os revestimentos da fachada foram construídos com ripas de madeira, lenha e peças coletadas no terreno, dimensionados em módulos de 30x3cm. A utilização destas peças tem relação com a intenção de deixá-las expostas às intempéries, sem tratamento, para que com o tempo suas cores e texturas mimetizem com o lugar.

© Francisco Negroni

 

Ficha técnica:

  • Arquitetos:Harald Opitz
  • Ano: 2008
  • Área construída: 1500 m²
  • Área do terreno: 14000 m²
  • Endereço: Camino a Ensenada Km 1,5 parcela 4 Puerto Varas Chile
  • Tipo de projeto: Hotéis
  • Status:Construído
  • Materialidade: Madeira
  • Estrutura: Aço
  • Localização: Camino a Ensenada Km 1,5 parcela 4, Puerto Varas, Chile
  • Implantação no terreno: Isolado

Equipe:

 

 

 

Informação Complementar:

  1. Cálculo estrutural: José Torres Herrera
  2. Construtora: Inmobiliaria Cielos del Sur Ltda
  1. Materiais predominantes: Madeira, aço, concreto

Sobre este escritório
Harald Opitz
Escritório
Cita: Eduardo Souza. "Hotel Arrebol Patagônia / Harald Opitz" 21 Ago 2012. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/64202/hotel-arrebol-patagonia-harald-opitz> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.