Ampliar imagem | Tamanho original
© Iwan Baan© Iwan Baan© Iwan Baan© Iwan Baan Estar na fronteira: “… no sol quente (eles se alimentam no sol), na sombra (eles se alimentam na sombra), ou na fronteira entre sol e sombra”H. Michaux© Iwan Baan “El B” é esta longa construção, um corpo, que se alimenta do patrimônio –  a continuidade – do tratamento de um lugar: O porto de Cartagena, que é nada mais que um porto de Cartagena, limítrofe da cidade a partir do mar. Tudo aqui lhe pertence, pertence ao porto, qualquer porto, devemos dizer: a retidão imaculada da borda do cais (reta), o mar sempre calmo (reto), o plano artificialmente horizontal da doca (reto), o céu como o fundo variável para esse plano (plano sobre um plano?), todos baseados em um artifício para representar a força mais simples e por sua simplicidade, o mais natural, o mais imensamente plano artificial que equivale ao mais natural. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar