Ampliar imagem | Tamanho original
“… a culpa é do meu tio Quim que, sem saber desenhar, comprava-me lápis de cor, sentava-me ao seu colo, depois de jantar, e ensinava-me a desenhar cavalos.” Álvaro Siza   “Um livro de esquissos … de capas pretas e bom papel.” Carlos Castanheira Regularmente convido o Álvaro Siza para jantar lá em casa. Há sempre um pretexto e sobretudo há sempre alguns estrangeiros, amigos, clientes, que justificam o jantar e os convites. Mas não são só estrangeiros a razão do jantar, há também a razão do jantar, pelo jantar. Mas há também os jantares com o Nuno Higino, amigo, por ser responsável pela ideia de encomendar o projecto da Igreja de Santa Maria no Marco de Canaveses, pela sua realização e por ser amigo.

Os jantares, pois já aconteceram alguns, têm sempre um tema. Uma vez foi a necessidade de ilustrar um livro de poemas, do Nuno Higino, para crianças. Perguntou-me qual a minha opinião em convidar o Siza para ilustrar os poemas e eu achei por bem pensar num jantarzinho. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar