Ampliar imagem | Tamanho original
© Fran Parente© Beto Consorte© Fran Parente© Fran Parente A figura do brise-soleil – elemento tradicional da arquitetura tropical – é o centro deste projeto arquitetônico. © Fran Parente Situado em antigo bairro de São Paulo – que passa atualmente por radical mutação – e em uma avenida de tráfego intenso, o prédio, orientado à face norte, surge como encarnação potente e orgânica das “agressões” urbanas e naturais de uma cidade subtropical, como o barulho e a insolação, e toma partido ao se alimentar delas. © Fran Parente O ruído sonoro provocado pelo tráfego da rua é uma potente sinfonia átona à la “helicopter – quartet” de Stockhausen, o que influi diretamente na fachada do prédio. Nela, uma membrana de brise-soleil, orgânica e fluida, se deforma sob o efeito das ondas sonoras e cria internamente filtros de efeitos luminosos e de temperaturas diversas. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar