Ampliar imagem | Tamanho original
Casa ML foi pensada para ser capaz de conter e perpetuar o espírito que move a cada um dos seres que a habitam, sublimando sua existência ao dia a dia. O projeto proprõe diluir os limites entre o espaço urbano e o arquitetônico. Para isso, a rua se transforma em jardim e subsequentemente em praça, e esta en pátio, oferecendo uma transição entre o público e o privado, entre o sol e a sombra, entre o aberto e o fechado. Uma vez cruzado o umbral de acesso, um espelho de água que levita sobre um pequeno jardim induz ao acesso da casa mediante a projeção de imagens em positivo e negativo, isto é, o reflexo do céu e dos galho de uma árvore que emerge fora do seu centro. Sob uma sinuosa superfície de madeira, se da a situação de acesso, que leva até o espaço interno da Casa ML. Com pé direito duplo, inclui por um lado, possibilidade de circular para todo o recinto interno, e por outro lado, efetuar a navegação do sol - por paredes e piso, segundo a hora do dia ou a estacão do ano - através de uma perfuração oval na cobertura, filtradas por umas pérgolas ondulares, outra vez, de madeira. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar