Ampliar imagem | Tamanho original
Imagine 42 tubos de concreto, cada um com 33 metros de altura e 5,5 metros de diâmetro, sem nenhum espaço aberto que permita experienciar este o volume a partir de dentro. O mote do Zeitz Museum of Contemporary Art Africa (Zeitz MOCAA) concebido pelo escritório londrino Heatherwick Studio era "reimaginar o Complexo de Silos de Grãos na Cidade do Cabo através de uma intervenção arquitetônica inspirada pelo seu próprio caráter histórico", trazendo uma "solução única para a África" a fim de criar "um espaço de exposição da melhor qualidade possível para os trabalhos expostos ali". A resposta de Heatherwick será a criação de um "um novo tipo de museu para um contexto Africano." As edificações que já foram as mais altas do skyline da Cidade do Cabo, os silos do V&A Waterfront  "se tornarão uma grande instituição cultural sem fins lucrativos que abrigará a coleção mais importante de arte contemporânea da África e de sua Diáspora". O projeto final do Heatherwick Studio tem sido descrito como uma harmoniosa união entre o concreto e o metal com nítidos espaços envoltos em luz. As fachadas monumentais dos silos e a seção inferior da torre serão mantidas sem a inserção de novas aberturas, permitindo que as camadas espessas de revestimento e pintura sejam removidas afim de revelar a beleza crua do concreto original.  Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar