O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Estaria o ciclismo urbano sendo superestimado?

Estaria o ciclismo urbano sendo superestimado?

Estaria o ciclismo urbano sendo superestimado?
Estaria o ciclismo urbano sendo superestimado?, The Skycycle proposal by Foster + Partners and Space Syntax. Image Courtesy of Foster + Partners
The Skycycle proposal by Foster + Partners and Space Syntax. Image Courtesy of Foster + Partners

Há poucas tendências recentes no urbanismo que receberam tanto apoio como o ciclismo: muitos o consideram a melhor forma das cidades reduzirem congestionamentos e poluição, tornar os centros urbanos mais densos e vibrantes, e aumentar a atividades e, portanto, a saúde dos cidadãos. Assim, não é surpresa que um grande número de propostas tenha surgido em todo o mundo, promovendo o ciclismo como um meio atraente de se deslocar. 

Contudo, parece que recentemente muitas propostas que incorporam o ciclismo estão "passando por terrenos acidentados". Saiba mais a seguir.

Talvez a proposta mais sofisticada tenha sido o fruto da colaboração entre Foster + Partners e Space SyntaxSkycycle, uma ciclovia elevada em Londres sobre a infraestrutura ferroviária existente. Apesar de ter sido elogiada por muitos, a proposta também tem sido bastante criticada por ser uma "fantasia extravagante". Julia Thayna criticou o projeto por ser uma proposta exageradamente cara que irá, em última análise, prejudicar a vitalidade urbana de Londres (veja aqui), e, segundo o Atlantic Cities, mesmo um dos líderes do projeto, Tim Stonor, admitiu que há aspectos negativos na proposta, dizendo que separar o tráfego de bicicletas e carros pode perpetuar um sentimento de "nós contra eles". Ele diz que este tipo de projeto não é o mais adequado para a maioria das cidades, e apenas faz sentido em Londres "pois a malha de ruas tem uma capacidade limitada." 

Na Espanha, por outro lado, uma série de protestos se ergueu contra um plano de introduzir um bulevar para bicicletas em Burgos, segundo o Atlantic Cities. O problema, lá, não está relacionado especificamente com o ciclismo, mas com os severos cortes orçamentais que afetaram os serviços públicos da cidade. Os envolvidos nos protestos sentem que a cidade está administrando mal seu dinheiro e "os habitantes locais sentem que estão recebendo bolo, quando precisam, na realidade, de pão." Os cidadãos se sentem insultados pela noção de que o ciclismo é a cura para todos os seus problemas urbanos.

Entretanto, não há apenas más notícias para o ciclismo: em Portland, Oregon, um novo empreendimento com espaço para 1.200 vagas de bicicleta está sendo construído (cerca de 2 por apartamento), e, segundo o Bike Portland, mesmo esse número pode não ser suficiente. Será uma das maiores instalações de armazenagem de bicicletas da América do Norte e ajudará Portland a se tornar uma das cidades mais abertas ao ciclismo dos EUA. 

Então, o que tudo isso significa para o ciclismo? Pode simplesmente significar que o ciclismo, como um estratégia de planejamento urbano, já está maduro. As pessoas não o estão mais vendo como uma solução otimista para todos os problemas. Para algumas cidades ele funciona, enquanto que em outras já se sabe que outras alternativas são necessárias. 

Cita: Stott, Rory. "Estaria o ciclismo urbano sendo superestimado?" [Has Cycling Hit A Speed Bump?] 04 Fev 2014. ArchDaily Brasil. (Trad. Baratto, Romullo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/173846/estaria-o-ciclismo-urbano-sendo-superestimado> ISSN 0719-8906