O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Top Towers / Königsberger Vannucchi Arquitetos Associados

Top Towers / Königsberger Vannucchi Arquitetos Associados

Top Towers / Königsberger Vannucchi Arquitetos Associados
Top Towers / Königsberger Vannucchi Arquitetos Associados, © Leonardo Finotti
© Leonardo Finotti

Este projeto exigia a implantação de duas torres de escritórios em um terreno de difícil aproveitamento, devido a sua forma estreita e alongada. No entanto, a localização extremamente privilegiada do lote – na confluência da Av. Paulista, Av. Vergueiro e Av. Vinte e Três de Maio – representava um grande potencial para o desenho de um novo marco urbano de enorme visibilidade para a cidade de São Paulo.

© Cassio Vasconcelos

Assim sendo, duas diretrizes principais nortearam o desenvolvimento do projeto Top Towers. A primeira era um conjunto de solicitações típicas do mercado imobiliário, que envolviam o aproveitamento máximo do potencial construtivo do terreno, a otimização das áreas de venda, e a adoção da melhor relação possível nos pavimentos entre as áreas privativas e as áreas comuns. A segunda consistia em uma preocupação dos arquitetos em conferir ao projeto grande riqueza formal e uma plástica impactante, condizente com a proposta de criar esta nova referência urbana.

© Leonardo Finotti

As torres deveriam ser compostas por unidades de escritórios compactos, que poderiam ser unidas umas às outras de diversas maneiras diferentes, produzindo assim possibilidades quase infinitas de combinações de área e formas para os conjuntos comerciais. A partir desta preocupação com a flexibilidade e funcionalidade das plantas, propôs-se então conferir um escalonamento às torres, para que houvesse diversos modelos de pavimento-tipo disponíveis. Desta premissa partiu-se para idéia de realizar o escalonamento das torres em direções opostas, estabelecendo-se, assim, uma relação de tensão formal entre ambas.

© Alexandre Hepner

Foram incorporados pequenos terraços a cada uma das unidades que cumprem uma dupla função: a primeira de caráter técnico, pois nestes terraços ocorre a instalação das unidades individuais de ar-condicionado; a segunda, como um espaço destinado à contemplação da vista vislumbrante proporcionada pelo local. Apesar de a instalação de terraços em unidades comerciais ser uma proposta relativamente atípica, a solução é plenamente coerente considerando-se o belíssimo panorama existente, que estende-se por vários quilômetros pela Av. Vinte Três de Maio até o Centro da cidade numa direção e o Parque do Ibirapuera na outra, abrangendo também quase toda a extensão da Avenida Paulista.

© Leonardo Finotti

A complexidade formal é ainda realçada por uma série de “reentrâncias” vazias, dispostas em pontos variados das torres como se algumas das unidades tivessem sido casualmente removidas. Esta medida permitiu a aproximação da área comum de circulação no centro da torre com o exterior do edifício, trazendo melhores condições de iluminação e ventilação para um espaço freqüentemente negligenciado pela maioria dos projetos típicos do mercado imobiliário.

Todo o recuo frontal é ocupado por um jardim que estende a sensação de continuidade do espaço público para o interior do lote, num gesto de gentileza urbana com a vizinhança. O acesso aos halls das torres se dá por meio de uma rampa suave que confere maior dignidade à entrada, ao mesmo tempo em que garante as condições ideais de acessibilidade.

© Leonardo Finotti

As Top Towers, enfim, buscaram referenciar-se conceitualmente – mas de forma renovada – nas fachadas compostas, paginadas e lúdicas de tantos edifícios dos anos 40, 50 e 60 da região central de São Paulo, resgatando assim alguns valores da boa arquitetura deste período que foram abandonados nas décadas subseqüentes.

Sua linguagem contundente de luzes e sombras alinha-se também com os valores da produção contemporânea mundial, na qual a Arquitetura volta a ser protagonista expressiva da paisagem construída.

Texto: Königsberger Vannucchi Arquitetos Associados

Ficha técnica:

  • Arquitetos:Königsberger Vannucchi Arquitetos Associados
  • Ano: 2008
  • Área construída: 25930 m²
  • Área do terreno: 3803 m²
  • Endereço: Rua Vergueiro, Paraíso São Paulo Brasil
  • Tipo de projeto: Residencial
  • Status:Construído
  • Estrutura: Concreto
  • Localização: Rua Vergueiro, Paraíso, São Paulo, Brasil
  • Implantação no terreno: Isolado

Equipe:

  1. Autores: Jorge Königsberger e Gianfranco Vannucchi
  2. Colaboradores: Sandra Dellarole, Liliane Caparelli, Huang Kuo Che, Carla Estrella, Luiz Boscardin e Luiz Paulo Eigenheer

 

Informação Complementar:

  1. Interiores: APC
  2. Paisagismo: EKF
  3. Estrutura: Só Calculo
  4. Fundações: Portella Alarcon Engenheiros Associados
  5. Elétrica: Prolux
  6. Hidráulica: Prolux
  7. Ar condicionado: Willem Scheepmaker Associados
  8. Construção: Company
  9. Incorporação: Brascan
  1. Fornecedores:
  2. Carpetes: Casa Fortaleza
  3. Concreto: Concreteira Super Mix
  4. Cortinas e persianas: Casa Fortaleza
  5. Divisórias: Dimoplac
  6. Elevadores: Elevadores Atlas Schindler S.A.
  7. Equipamentos de segurança: TP Security
  8. Esquadrias e janelas: YKK (alumínio), Bonomo e Silva Ltda (ferro)
  9. Forros: Arinaldo Oliveira da Silva Gesso
  10. Impermeabilização: Integral Impermeabilização e Construção Civil
  11. Lâmpadas e luminárias: Alloy
  12. Mobiliário: Sofá & Cia
  13. Pavimentação: Pisoflat Técnicas em Construção Ltda
  14. Pedras, mármores, granitos: Verona
  15. Pisos cerâmicos: Cecrisa Revestimento Cerâmicos Ltda
  16. Portas: YKK (alumínio), Sincol Ltda. (madeira), Mirage São Paulo Metalúrgica Ltda. (porta corta-fogo), Dorma Sistemas de Controle Ltda. (porta automática)
  17. Tintas: Suvinil
  18. Vidros: Vimobras Ltda

 

  1. Área útil total: Torre A: 7422,26 m², Torre B: 6993,27 m²
  2. Número de pavimentos: Torre A: 24 + 3 subsolos, Torre B: 21 + 3 subsolos
  3. Número de unidades: Torre A: 217 unidades, Torre B: 206 unidades
  4. Número de vagas: 332 vagas
  5. Desenvolvimento do projeto: 2005 - 2006
  6. Construção: 2007 - 2008

Sobre este escritório
Königsberger Vannucchi Arquitetos Associados
Escritório
Cita: Igor Fracalossi. "Top Towers / Königsberger Vannucchi Arquitetos Associados" 24 Dez 2011. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/16004/top-towers-konigsberger-vannucchi-arquitetos-associados> ISSN 0719-8906