Ampliar imagem | Tamanho original
O projeto consta de duas casas de férias para duas gerações de uma mesma família. Localizado na Punta Pite ("lugar do vento" na língua indígena), a duas horas de carro para o norte de Santiago, aos pés do Oceano Pacífico.  O lote se encontra num promontório de rochas exposto aos ventos do sudoeste, visível desde a praia pelo oeste, e desde as casas que seguem para o leste. É acessado por uma rua localizada em sua face sul, deixando livre a vista frontal para o norte, onde as ondas chocam sobre as rochas, diante do horizonte. As duas casas são colocadas nos interstícios das rochas e da vegetação, a dos pais ao extremo oeste do terreno, a dos filhos ao leste. Seus interiores e exteriores ficam entrelaçados por um sistema de circulação que atravessam os níveis e se comunicam com o entorno. Os recintos vão se sucedem em suas aberturas e exposição ao exterior, abrindo-se gradualmente à vista norte e se fechando ao vizinhos e ao vento. Utilizou-se pedra talhada do local para a construção de muros, pisos e tetos, e concreto armado para lajes, vigas e pilares. Como uma pedra artificial, o projeto busca mediar a relação entre a paisagem natural e o lugar construído. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar