Ampliar imagem | Tamanho original
A escolha do Brasil como país-sede da Copa do Mundo de 2014 e, automaticamente, a certeza de que o Maracanã seria o “palco” da final (antes mesmo da definição oficial), foram os pontos de partida para a necessidade de elaborar um projeto que modernizasse e preservasse o consagrado estádio. O diferencial foi a proposta de tornar a arena tão moderna e eficiente quanto as melhores do mundo, associadas a uma marca construída durante mais de 60 anos de história e simbolismo.  O principal desafio do projeto foi preservar ao máximo a estrutura existente e, ao mesmo tempo, promover as melhorias necessárias, que só se viabilizaram por meio de intervenções. Um novo Maracanã “nasceu” dentro do antigo, de forma a não substituir o existente, mas sim, renová-lo. Nesse processo, inevitavelmente, algumas estruturas deixaram de existir para dar lugar a outras, novos elementos foram incorporados e as partes remanescentes, recuperadas.  Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar