O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Eventos
  3. Projeto do IPHAN celebra obra do mestre Aleijadinho

Projeto do IPHAN celebra obra do mestre Aleijadinho

  • 21:24 - 27 Julho, 2013
Projeto do IPHAN celebra obra do mestre Aleijadinho
Projeto do IPHAN celebra obra do mestre Aleijadinho, Cortesia de IPHAN
Cortesia de IPHAN

Marcando o bicentenário de morte do gênio barroco brasileiro Antônio Francisco Lisboa, mais conhecido como Aleijadinho, a cidade mineira de Congonhas inaugura, na próxima segunda-feira, 18 de novembro às 20h, o projeto de iluminação cênica do conjunto de 64 esculturas em tamanho natural esculpidas pelo Mestre, entre 1796 e 1799, pintadas por Xavier Carneiro e Manoel da Costa Athayde.

O projeto, iniciado há sete anos com o Programa Monumenta do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), teve investimento de cerca de R$ 2 milhões, empregados na restauração arquitetônica do conjunto composto pelo Santuário, Capelas dos Passos e do casario remanescente da antiga romaria no Beco dos Canudos. Também foi realizada a restauração das esculturas em cedro e requalificação urbana do entorno do Santuário, além da restauração das pinturas parietais que compõem as cenas da Paixão de Cristo.

A execução da iluminação cênica das capelas tem por objetivo destacar as cenas em sua plenitude, permitindo uma leitura singular das expressões das figuras entalhadas em madeira, do movimento e da perfeição dos traços que evocam cenas de drama teatral. A instalação luminotécnica, que funcionará de terça-feira a domingo, até as 20h30, encerra a série de trabalhos de restauração, conservação e valorização do Conjunto Arquitetônico, Paisagístico e Escultórico do Santuário de Bom Jesus de Matosinhos. 

Cortesia de IPHAN
Cortesia de IPHAN

O Mestre Aleijadinho
Filho de Manuel Francisco Lisboa, mestre-de-obras português, com uma escrava, Antônio Francisco Lisboa nasceu em Vila Rica (hoje Ouro Preto) no ano de 1738 e faleceu aos 76 anos, em 1814. Iniciou sua vida artística ainda na infância, observando o trabalho de seu pai que também era entalhador. 

Começou a desenvolver uma doença gravíssima degenerativa que lhe deformou o corpo e os membros, sobretudo as mãos, causando enorme sofrimento, por volta dos 40 anos de idade e, aos poucos, foi perdendo os movimentos dos pés e mãos. Para trabalhar, pedia a um ajudante para amarrar as ferramentas em seus punhos para poder esculpir e entalhar, demonstrando um esforço fora do comum para continuar com sua arte. Mesmo com todas as limitações, continuou trabalhando na construção de igrejas e altares nas cidades de Minas Gerais.

Principais obras:

Talha
- Retábulo da capela-mor da Igreja de São Francisco em São João del-Rei
- Retábulo da Igreja de São Francisco de Assis em Ouro Preto
- Retábulo da Igreja de Nossa Senhora do Carmo em Ouro Preto

Arquitetura
- Projetos de fachadas de das igrejas de São Francisco e Nossa Senhora do Carmo, em Ouro Preto

Escultura
- Conjunto de esculturas do Santuário do Bom Jesus de Matosinhos

Para mais informações sobre a inauguração do projeto, por favor, visite a página do IPHAN.



Sobre este autor
Cita: "Projeto do IPHAN celebra obra do mestre Aleijadinho" 27 Jul 2013. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/153599/projeto-do-iphan-celebra-obra-do-mestre-aleijadinho> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.