Ampliar imagem | Tamanho original
Enquanto as ruas de grandes cidades no Brasil estão zunindo com agitações políticas e até mesmo motins, a 10ª Bienal de Arquitetura de São Paulo foi inaugurada no dia 12 de outubro. O New Institute e o escritório de Roterdã Crimson Architectural Historians organizaram o ‘Track Changes’, uma série de debates, apresentações e encontros para essa Bienal. Em uma configuração pública, mas ainda assim intimista, serão discutidas tanto as transformações que a sociedade vem atravessando em um período de crises econômicas, políticas e sociais, como o papel que arquitetos e urbanistas podem assumir dentro desse contexto. Os debates serão realizados nos dias 4, 5, e 6 de novembro. Um grupo internacional de arquitetos, urbanistas, economistas, historiadores de arquitetura e críticos irá analisar se uma forma de trabalho participativa e de pequena escala pode oferecer soluções relevantes para as questões econômicas, políticas e sociais contemporâneas ou se, ao contrário, deveriam estar sendo projetados serviços, infra-estrutura de larga escala e Planos Diretores. Através de comparações públicas e da discussão de projetos concretos, realizados em cinco continentes diferentes, tentaremos encontrar pontos em comum e, dessa maneira, tentar tornar a questão do design, mais uma vez, socialmente significante e politicamente relevante. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar