Ampliar imagem | Tamanho original
A casa neoclássica existente, de meados do século 19, foi relegada ao anonimato urbano, por conta de renovações agressivas após a Segunda Guerra Mundial. Apesar do estado decadente do edifício, os clientes reconheceram traços de suas qualidades. O esforço para trazer de volta à vida qualidades persistentes e latentes, complementando-as com um projeto acolhedor e contemporâneo, tornou-se o conceito do projeto. O objetivo foi sintetizar em uma unidade o antigo e o novo, no lugar de contrastar um contra o outro. A fachada clássica, simétrica ao longo do eixo principal, é dividida em três níveis: térreo, pavimento principal e mezanino. Caracteriza-se pelo uso de pedaços horizontais maciços de arenito. Outras áreas da fachada de pedra foram esculpidas com um padrão ornamental fino e delicado, transformando sua aparência maciça e bruta em uma leveza quase de um tecido. Em contraste com a simetria da fachada principal virada para a rua, a casa abre-se para o jardim. Os diferentes elementos da fachada não estão ligados a uma ordem restrita, mas sim conformando uma colagem. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar