Ampliar imagem | Tamanho original
As cidades contemporâneas se moldam como resultado da disputa entre as vontades do estado, representante (teórico) dos cidadãos, e do Mercado. A luta entre estes atores condiciona, para bem ou para mal, a imagem urbana e a vida de todas as pessoas. Essa relação condicionante da macro escala pode ser lida análogamente na escala micro, em cada um dos edifícios que compõe esse cenário urbano. Todo edifício configura um ecossistema no qual, desde seu nascimento como interesse imobiliário, até sua materialização como habitat das pessoas, coexistem interesses que determinam por um lado o fim lucrativo de seus agenciadores e por outro o conforto e a qualidade de vida dos habitantes. Tal equação define um produto no qual o desejo de maior retorno financeiro resulta inversamente proporcional à qualidade de vida dos futuros moradores. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar