Ampliar imagem | Tamanho original
Um dos primeiros arranha-céus construídos, o Wainwright Building, projetado por Louis Sullivan, hoje perde em gabarito para seus edifícios vizinhos, mas destaca-se entre eles por seu porte monolítico e seus ornamentos implementados nas fachadas. Sullivan descreve o simbolismo de sua arquitetura como uma simples forma geométrica e estrutural e uma ornamentação orgânica, uma justaposição de influências; uma tectônica objetiva e uma orgânica subjetiva.  O padrão e ritmo homogêneos criados pelas aberturas retangulares incrustadas nas fachadas num grid rígido e ortogonal de colunas e vigas são quebrados pelo desenho dos ornamentos presentes entre as aberturas e no topo do edifício. A diferenciação de usos dos andares é levada para a composição exterior do volume. No nível da rua e no primeiro pavimento, lojas e escritórios públicos de fácil acesso, respectivamente, são marcados nas fachadas por aberturas maiores e um grid menos acentuado que nos andares superiores, destinados a escritórios e áreas de maquinaria. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar