i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Gentrificacao

Prefeitura de São Paulo avalia projeto para Minhocão com parque, "praia" e restaurantes

10:00 - 30 Junho, 2017
Prefeitura de São Paulo avalia projeto para Minhocão com parque, "praia" e restaurantes, © Capitu (ou Marcela), via Flickr. Licença CC BY-NC 2.0
© Capitu (ou Marcela), via Flickr. Licença CC BY-NC 2.0

O emblemático projeto High Line em Nova Iorque, frequentemente citado como caso exemplar de iniciativa para recuperar uma infraestrutura urbana de grande porte e transforma-la em espaço público, está sendo mais uma vez usado como exemplo de projeto urbano, desta vez em São Paulo. 

A Prefeitura da maior cidade do Brasil está estudando uma proposta de prevê a transformação do Elevado João Goulart - popularmente conhecido como Minhocão - em um parque (tal qual o High Line no bairro Chelsea, em Nova Iorque) servido por restaurantes e até mesmo uma "praia", isto é, um banco de areia e uma piscina pública. 

"Terramotourism": um documentário sobre o processo de gentrificação do centro de Lisboa

10:00 - 9 Dezembro, 2016

O coletivo Left Hand Rotation lançou recentemente o documentário "Terramotourism" sobre o processo de gentrificação e "turistificação" do centro de Lisboa. Segundo o grupo, o filme é "um retrato subjetivo de uma cidade e sua transformação durante os últimos 6 anos."

Placemaking x gentrificação: a diferença entre revitalizar e elitizar um espaço público

10:00 - 22 Julho, 2016
Placemaking x gentrificação: a diferença entre revitalizar e elitizar um espaço público, Revitalização da High Line, linha férrea desativada de Nova York, elevou os preços dos imóveis da região. Image © Steven Severinghaus, via Flickr. CC
Revitalização da High Line, linha férrea desativada de Nova York, elevou os preços dos imóveis da região. Image © Steven Severinghaus, via Flickr. CC

A ideia de qualificar um espaço público ao melhorar ambientes que unam pessoas não deveria gerar desconfianças ou temores. Porém, experiências específicas de locais que viram o custo de vida aumentar muito após a sua revitalização vêm gerando contradições. Afinal, a nova vilã chamada gentrificação tem alguma relação com placemaking?

A resposta, infelizmente, é sim. Ainda que não seja uma relação de causa e consequência, é impossível negar a linha tênue entre os dois conceitos. Por definição, gentrificação, ou “enobrecimento”, se refere a melhoria social, cultural e econômica de um bairro ou, em maior escala, de uma região inteira. Placemaking é o processo de planejar espaços públicos de qualidade que contribuem para o bem-estar da comunidade local. Os conceitos podem ser parecidos, mas os métodos e as consequências de ambos são muito diferentes.

Quem vai poder morar em Lisboa? Da gentrificação e do turismo à subida no preço da habitação: causas, consequências e propostas

12:00 - 7 Julho, 2016
Quem vai poder morar em Lisboa? Da gentrificação e do turismo à subida no preço da habitação: causas, consequências e propostas, Cortesia de Trienal de Arquitectura de Lisboa
Cortesia de Trienal de Arquitectura de Lisboa

O Estado adoptará uma política tendente a estabelecer um sistema de renda compatível com o rendimento familiar e de acesso à habitação própria.
Ponto 3 do artigo 65º da Constituição Portuguesa

Um grupo informal de habitantes da cidade de Lisboa juntou­-se à volta de uma preocupação comum: a percepção de uma abrupta alteração das dinâmicas da cidade e sobretudo da grande subida do preço da habitação. Começaram por conversar casualmente sobre o que os preocupava. Essas conversas tornaram­-se mais regulares. As inquietações comuns tornaram-­se mote para a organização de um debate à volta do tema.Das conversas e de alguma pesquisa foi escrito, a várias mãos, o texto abaixo.

O que é gentrificação e porque você deveria se preocupar com isso

14:00 - 6 Junho, 2016
O que é gentrificação e porque você deveria se preocupar com isso, 'Gentrification in Progress', Cheshire Street. Used under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.0/'>Creative Commons</a>. Imagevia Flickr. Autor: MsSaraKelly. Licensed under CC BY-NC 2.0
'Gentrification in Progress', Cheshire Street. Used under Creative Commons. Imagevia Flickr. Autor: MsSaraKelly. Licensed under CC BY-NC 2.0

Para entender gentrificação imagine um bairro histórico em decadência, ou que apesar de estar bem localizado, é reduto de populações de baixa renda, portanto, desvalorizado. Lugares que não oferecem nada muito atrativo para fazer… Enfim, lugares que você não recomendaria o passeio a um amigo.

Saiba mais, a seguir.

Ficção imobiliária 3: a gentrificação será televisionada

15:00 - 8 Março, 2016

Nesta colaboração, o coletivo espanhol Left Hand Rotation apresenta o encerramento da trilogia Ficção Imobiliária, um relato cinematográfico sobre filmes de diversos estilos e diferentes épocas, mas todos relacionados com temas que tratam sobre moradia: especulação imobiliária, processos de gentrificação e consequências da globalização na cidade contemporânea.

A terceira e definitiva parte de Ficção Imobiliária começa sua aventura com uma viagem de carro. Veículos que deslizam sobre as cidades contemporâneas norte-americanas atravessando zonas rurais e industriais esquecidas. Desta forma, são apresentados em Detroit os vampiros protagonistas de Only Lovers Left Alive. Ambos personagens, representando o arquétipo hipster atual, sentem uma poderosa atração estética pelas ruínas de Detroit, cidade que sofreu um processo de abandono após o fechamento definitivo das fábricas Ford que ali se encontravam: "Um dia este lugar florescerá". E florescerá, seguramente, através de iniciativas reais como Write a House, que desde 2013 está criando residências gratuitas para atrair artistas e escritores para a cidade. Na mesma viagem, e muito próximo a Detroit, está o lugar onde sucede a trama Lost River e a urbanização onde Clint Eastwood rodou Gran Torino, que serve para colocar na tela a segregação social através dos problemas entre vizinhos locais e imigrantes.

“Parques sem Fronteiras”: o plano de Nova Iorque para criar parques mais acessíveis

15:00 - 7 Março, 2016
“Parques sem Fronteiras”: o plano de Nova Iorque para criar parques mais acessíveis, Proposta para espaços adjacentes. Imagem © Departamento de Parques de Nova Iorque
Proposta para espaços adjacentes. Imagem © Departamento de Parques de Nova Iorque

À primeira vista, um parque sem cercas pode ser percebido como um espaço mais acolhedor e fácil de acessar. Além disso, por estar disponível 24 horas por dia, pode incorporar os trajetos dos cidadãos, melhorando, assim, a conectividade entre os bairros.

Tomando estas ideias como metas, o Departamento de Parques de Nova Iorque lançou o programa "Parque sem Fronteiras"; uma iniciativa que, como sugere seu nome, busca que estes espaços públicos sejam mais acessíveis para os habitantes, mais belos e frequentados por cada vez mais pessoas. 

Ficção Imobiliária 2: especulação imobiliária e gentrificação no cinema

15:00 - 1 Março, 2016

Nesta colaboração, o coletivo espanhol Left Hand Rotation apresenta o seguimento do vídeo Ficción Inmobiliaria, um relato cinematográfico sobre filmes de diversos estilos e diferentes épocas, mas todos relacionados a temas urbanos dos dias de hoje.

Desde o clássico Metrópolis (1927) até o comovente Up (2009), passando pela série hollywoodiana The Team- A, o coletivo espanhol detecta a especulação imobiliária, a gentrificação de bairros pobres, a resistência vicinal e a invasão hipster em suas tramas. Às vezes presentes como mero plano de fundo e em outras, como eixo gravitacional dos filmes.

Continue lendo a seguir.

The A Team 04x04 (1986). Imagem via Left Hand Rotation Up (2009). Imagem via Left Hand Rotation Barbershop 2 (2004). Imagem via Left Hand Rotation Barbershop 2 (2004). Imagem via Left Hand Rotation + 10

Proposta visa transformar uma ilha abandonada em centro de estudos na Filadélfia

07:00 - 30 Outubro, 2015
Proposta visa transformar uma ilha abandonada em centro de estudos na Filadélfia, © Centro de Arquitectura de Filadelfia
© Centro de Arquitectura de Filadelfia

O "Better Philadelphial Challenge" é um evento internacional organizado desde 2006 pelo Centro de Arquitetura local, filiado ao AIA, que convida estudantes universitários a propor soluções de desenho urbano a serem implementadas na Filadélfia e, possivelmente, em outras cidades.

Este ano o projeto vencedor foi "Delaware Valley Foodworx”, uma proposta elaborada por uma equipe da Universidade de Cornell que pretende converter a pequena ilha Petty, que é atualmente usada como depósito de containers e tanques de petróleo, e, um "paraíso sustentável".

Conheça a proposta, a seguir.

Gentrificação: envergonhar-se não basta

07:00 - 2 Outubro, 2015
Gentrificação: envergonhar-se não basta, "Gentrificação em processo - Haverá cupcakes!". Cartaz em Cheshire Street em Londres. Imagem © MsSaraKelly [Flickr CC]
"Gentrificação em processo - Haverá cupcakes!". Cartaz em Cheshire Street em Londres. Imagem © MsSaraKelly [Flickr CC]

Já falamos anteriormente sobre gentrificação, o "processo de expulsão de populações socialmente vulneráveis das regiões urbanas centrais", como coloca López Morales. Embora ocorra há décadas no hemisfério norte, a análise de seu impacto é relativamente nova na América Latina, assim como seus causadores e consequências variam em função de cada cidade.

Na América Latina o fenômeno tem sido estimulado por atores imobiliários e estatais, e em parte pela chegada de novos moradores que "descobrem" um bairro cool que, por sua vez, sempre esteve ali. Nesse sentido, na coluna Comment is free do jornal britânico The Guardian, a diretora sênior do PolicyLink Center for Infrastructure Equity, explicou recentemente que sentir-se culpado por gentrificar já não basta, e que a ideia de evitar ser parte da gentrificação simplesmente não morando em áreas gentrificadas "ignora a raiz política e estrutural do problema".

Saiba mais a seguir.

Vídeo: "Ficción Inmobiliaria" (ou 16 filmes marcados por conflitos urbanos)

07:00 - 25 Janeiro, 2015

Devido à complexidade e ao academicismo de seu conteúdo, poucas vezes os conflitos urbanos foram matéria prima para a trama de filmes hollywoodianos (que não sejam documentários). No entanto, o coletivo espanhol Left Hand Rotation criou em "Ficción Inmobiliaria" um relato cinematográfico sobre 16 filmes comerciais baseados em tramas urbanas aparentemente tão distintas quanto zumbis consumidores de espaço urbano (Cockneys vs Zombies), a resistência de adultos mais velhos diante da renovação urbana (Homebodies), a ameaça das rodovias em uma cidade de lápis e papel (Uma Cilada Para Roger Rabbit) ou a corrupção política e a especulação imobiliária  na Itália dos anos 60 (As mão sobre a cidade).

Em 21 minutos, Ficción Inmobiliaria levanta16 leituras contemporâneas sobre esses conflitos urbanos, tão presentes porém tão travestidos nos dias de hoje. Segundo seus criadores, "nessa colagem de ficções, nas quais a cidade e seus habitantes são os protagonistas, se escode o registro dos conflitos urbanos associados ao modelo socioeconômico de uma época."

Mais informações a seguir.

Prefeitura de Salvador divulga imagens do novo shopping que será construído sobre a Estação da Lapa

12:00 - 19 Janeiro, 2015
Prefeitura de Salvador divulga imagens do novo shopping que será construído sobre a Estação da Lapa, Cortesia de Divulgação/Prefeitura de Salvador
Cortesia de Divulgação/Prefeitura de Salvador

A Prefeitura de Salvador divulgou no último dia 13 imagens de seu plano de construir um shopping center sobre a Estação da Lapa, projeto de 1983 do arquiteto João Filgueiras Lima, o Lelé.  A estação reúne importantes linhas de ônibus da capital baiana e, por sua localização no centro histórico da cidade, conecta os Barris à Piedade.

O grande fluxo de pedestres originado pela estação – que agora é também o ponto final da linha de metrô inaugurada há poucos meses – levou à construção, ainda nos anos 1980, do primeiro shopping center nas proximidades, que se beneficiou do contingente de pessoas que por ali passam diariamente.  Anos mais tarde, um segundo equipamento do tipo foi construído, concentrando ainda mais os comércios e serviços e esvaziando as ruas do centro de Salvador.

Paris anuncia medidas radicais para impedir a gentrificação

07:00 - 8 Janeiro, 2015
Paris anuncia medidas radicais para impedir a gentrificação, © looking4poetry [Flickr CC]
© looking4poetry [Flickr CC]

A prefeitura de Paris publicou um plano governamental radical para deter o processo de gentrificação pelo qual passam os bairros centrais da capital francesa: através de um comunicado oficial, o governo regional anunciou uma lista de 257 endereços - 8.021 apartamentos - onde a prefeitura terá o direito de impedir a venda dos imóveis com a finalidade de convertê-los em moradias subsidiadas. 

Os planos de Anne Hidalgo - primeira mulher a assumir a prefeitura de Paris - apontam tanto para incrementar as opções de aluguel subsidiado como para assegurar zonas residenciais bem conectadas a serviços e equipamentos no centro histórico a populações de baixo poder aquisitivo, evitando a desapropriação e expulsão dessas pessoas para as periferias  e a consequente ocupação das regiões centrais por grupos de alto poder aquisitivo - os chamados guetos milionários.

Saiba mais sobre esse plano radical, a seguir.

Gentrificação: os perigos da economia urbana hipster

15:00 - 30 Novembro, 2014
Gentrificação: os perigos da economia urbana hipster, Intervenção artística "Psychylustro". Imagem © Knight Foundation [Flickr]
Intervenção artística "Psychylustro". Imagem © Knight Foundation [Flickr]

Nesse artigo, publicado originalmente em Al Jazeera como "The peril of hipster economics", a escritora e pesquisadora estadunidense Sarah Kendzior escreve que a deterioração urbana em alguns bairros das principais cidades do mundo se converteu lamentavelmente em um conjunto de peças urbanas a serem "remodeladas ou idealizadas" pela gentrificação.

Segundo a autora, estes bairros - carregados de uma estética atrativa nostálgica e de uma enriquecedora "vida urbana" - estimulam a chegada de novos residentes de alto padrão que procuram esse estilo de vida em bairros historicamente associados as populações marginais - carentes de serviços públicos e oportunidades de trabalho -, que acabam sendo removidas para subúrbios pobres.

"Querem mudar uma memória que outros já construíram. Isto é a economia hipster", afirma Sarah.

Leia o artigo a seguir.

Vídeo: “Ficción Inmobiliaria”

13:00 - 21 Janeiro, 2014

A FICÇÃO COMO REGISTRO

O Museo de los desplazados, uma plataforma de colaboração criada pelo coletivo Left Hand Rotation que surgiu a partir de uma análise do papel da cultura nos processos de gentrificação, produziu este interessante vídeo que mostra uma colagem de ficções onde a cidade e seus habitantes são os protagonistas, evidenciando um registro dos conflitos urbanos associados ao modelo socioeconômico de uma época.

Vídeo: Luz / Left Hand Rotation

18:00 - 9 Setembro, 2013

O coletivo Left Hand Rotation, formado por colaboradores de diversos países, vem tratando o tema da gentrificação e o papel da cultura nestes processos urbanos. Abordando esta problemática por meio de documentários, o coletivo mostra disputas sociais e políticas em algumas das maiores cidades do mundo.

Neste rico documentário, o foco da análise é o centro da cidade de São Paulo, mais especificamente o bairro da Luz e o comentado projeto Nova Luz, que promete mudar profundamente o caráter da região.