i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Concursos
  3. Primeiro Lugar no Concurso Nacional de Arquitetura – Campus Igara UFCSPA / OSPA

Primeiro Lugar no Concurso Nacional de Arquitetura – Campus Igara UFCSPA / OSPA

Primeiro Lugar no Concurso Nacional de Arquitetura – Campus Igara UFCSPA / OSPA
Primeiro Lugar no Concurso Nacional de Arquitetura – Campus Igara UFCSPA / OSPA , Cortesia de OSPA Arquitetura e Urbanismo
Cortesia de OSPA Arquitetura e Urbanismo

Apresentamos a seguir o projeto desenvolvido pelo escritório OSPA Arquitetura e Urbanismo para o Concurso Nacional de projetos para o Campus Igara UFCSPA, localizado em Canoas - RS. A proposta que segue foi premiada com o Primeiro Lugar.

Dos arquitetos: Mais que uma instituição pública, um espaço público. Esta é a premissa que norteia e baliza o desenvolvimento do projeto do novo campus da UFCSPA. Em um contexto urbano ainda em formação, o Campus Igara surge como potencial elemento articulador das relações espaciais e humanas que o circundam. Uma praça, fluída e permeável como se supõe, em contraponto a densidade volumétrica que a solução programática sugere em uma primeira abordagem.

primeiro lugar

Competição: Primeiro Lugar no Concurso Público Nacional de Arquitetura – Campus Igara UFCSPA
Premio: Primeiro Lugar
Projeto:
Autores: OSPA Arquitetura e Urbanismo, Carolina Souza Pinto, Lucas Obino, Cristiano Selbach Carneiro, Franco Miotto, Manoela Obino, Aline Taís Comiran, Ellen Renata Bernardi, Augusto Tumelero, Matheus Lorenzet, Universidade Federal de Ciência da Saúde de Porto Alegre - UFCSPA, Canoas - RS, 24.600m², 26.385m², Agosto de 2014

Cortesia de OSPA Arquitetura e Urbanismo
Cortesia de OSPA Arquitetura e Urbanismo

Um lote, duas faces. Duas possibilidades de conexão com a cidade. O conceito “frente x fundos”, “público x serviços”, nunca foi uma opção. Um eixo longitudinal, acessível e convidativo, conecta as duas faces, interfaces. Interfaces, que apesar da diferença hierárquica, são igualmente necessárias à formação do quarteirão, cuja face hoje revela as cicatrizes da nossa política habitacional. Nossa cidade, nossa vida. Na face dos edifícios, os olhos da cidade.

Cortesia de OSPA Arquitetura e Urbanismo
Cortesia de OSPA Arquitetura e Urbanismo

Extensão natural da calçada. Assim o programa se desenvolve. O espaço aberto articula as funções do Campus, muito além das atividades acadêmicas. O acesso independente, com controles independentes, aos diversos usos fomenta também a diversidade de usuários. Apenas dois edifícios elevados, com atividades exclusivas da academia, o resto é praça.

Cortesia de OSPA Arquitetura e Urbanismo
Cortesia de OSPA Arquitetura e Urbanismo

O Campus não para. Uma obra não deve parar, ou mesmo interferir prejudicialmente na rotina do campus. O ciclo de uma obra pode muitas vezes ser equivalente ao período de um aluno na própria instituição. Possivelmente excluídos alguns arquitetos e engenheiros, ninguém quer estudar em um canteiro de obras. As duas faces do terreno permitem que solucionemos esta equação de forma controlada. A etapa 2 de expansão do campus, através do zoneamento proposto, ocorre com acesso direto a partir da rua, evitando conflito de fluxos com o dia a dia da instituição. Da mesma forma, toda a estrutura proposta, tanto da segunda, quanto da primeira fase, valem-se de um sistema construtivo misto de aço e concreto, em suas melhores características, tração e compressão, visando otimização no tempo de execução, redução de resíduos, economia e adequação ao partido proposto.

Cortesia de OSPA Arquitetura e Urbanismo
Cortesia de OSPA Arquitetura e Urbanismo

Boa arquitetura por si só já pressupõe a solução adequada das variáveis bioclimáticas, bem como de seus sistemas complementares. Orientação dos edifícios para recebimento da menor carga térmica, correta ventilação e iluminação do espaço esportivo coberto, apesar da dimensão generosa, foram alguns dos condicionantes mais estudados. Contudo vale ressaltar a simplificação dos fluxos internos do Campus, seja através de escadas abertas e convidativas, quando a verticalização faz-se necessária, em contraponto ao uso de elevadores, seja pela aproximação das demais atividades da cota da rua. Esta segunda constituindo o grande gesto do projeto, a articulação entre as principais funções de um campus, as áreas de interação informal e convivência, que nos permitem ir além da formação técnica. Moldam personalidades. Afinal, quais são nossas memórias dos tempos de faculdade?

Cortes. Image Cortesia de OSPA Arquitetura e Urbanismo
Cortes. Image Cortesia de OSPA Arquitetura e Urbanismo

FICHA TÉCNICA

  • Autor: OSPA Arquitetura e Urbanismo
  • Equipe: Carolina Souza Pinto, Lucas Obino, Cristiano Selbach Carneiro, Franco Miotto, Manoela Obino, Aline Taís Comiran, Ellen Renata Bernardi, Augusto Tumelero e Matheus Lorenzet
  • Cliente: Universidade Federal de Ciência da Saúde de Porto Alegre - UFCSPA
  • Localização: Canoas - RS
  • Área do terreno: 24.600 m2
  • Área projetada: 26.385 m2
  • Projeto: Agosto 2014

Cita: Romullo Baratto. "Primeiro Lugar no Concurso Nacional de Arquitetura – Campus Igara UFCSPA / OSPA " 16 Out 2014. ArchDaily Brasil. Acessado . <http://www.archdaily.com.br/br/755359/primeiro-lugar-no-concurso-nacional-de-arquitetura-nil-campus-igara-ufcspa-ospa>
Ler comentários

0 Comentários

···

Comentários estão fechados

Ler comentários