O Palmeiral das Surpresas / Junquera Arquitectos

O Palmeiral das Surpresas / Junquera Arquitectos
O Palmeiral das Surpresas / Junquera Arquitectos, © Cemex
© Cemex

© Jesús Granada © Cemex © Heliopol © Jesús Granada +21

  • Arquitetos

  • Localização

    Málaga, Espanha
  • Arquitetos Responsáveis

    Jerónimo Junquera García Del Diestro, Jerónimo Junquera González-Bueno, Ana Junquera González-Bueno, Liliana Obal
  • Área

    6675.0 m²
  • Ano do Projeto

    2011
  • Fotografias

Do arquiteto. O Palmeiral das Surpresas, dos acontecimentos variados, permanentes ou temporários, um novo espaço para Málaga com a vocação para se converter em um espaço público de referência, um lugar de convivência para os cidadãos, algo tão necessário para a cidade.

Uma Praza Mayor - um espaço que se incorpora ao Mediterrâneo - é conformada por três elementos básicos: uma série de palmeiras, um pergolado que se desenvolve paralelamente à orla e um plano de conexão com a cidade.

© Jesús Granada
© Jesús Granada

A Plaza Mayor fará parte de um novo itinerário de pedestres que inicia na Plaza de la Constitución, continua pela Rua Larios até a Plaza de la Marina, e segue pela sombra do pergolado até o palmeiral. O Passeio continua linearmente pela sombra da pérgola, serpenteando pelo palmeiral com um percurso repleto de surpresas. No final deste eixo está a Praça do Ócio, porta de conexão com a Málaga de Levante, lugar de encontro com o molhe do Ócio. Ao fim do percurso se encontra o Farol, a lanterna de Málaga e porta do mar a partir de onde é possível ver o skyline da cidade, com a silhueta da Catedral e da Alcazaba.

Frente ao espaço labiríntico do palmeiral, o passeio da pérgola se mostra um espaço direcional de traçado simples e claro. Para romper com sua monotonia a luz natural e artificial são manipuladas como elementos em constante mudança, criando uma sucessão de diferentes traçados e ritmos, oferecendo um jogo de luz e sombras que muda com a intensidade do sol ao longo do dia e de acordo com a fonte de luz, seja ela natural ou artificial.

© Heliopol
© Heliopol

Compondo o cenário estão os museus e a estação marítima. Três caixas de vidro perpendiculares ao cais se erguem sobre pilotis, liberando o térreo. Os visitantes percebem este como mais um espaço do parque, apenas com caráter e densidade diferente. O acesso se dá através de uma plataforma de pedra que ocupa toda a projeção do edifício. Sob esta grande "varanda", o acesso ocupa apenas uma área pequena, uma caixa de vidro que abriga o saguão e o núcleo de comunicação vertical.

Planta Baixa
Planta Baixa

Os volumes que definem esses espaços se manifestam externamente como três grandes caixas de luz revestidas por uma membrana que é incorporada à massa vegetal do entorno. À noite estas grandes caixas de vidro têm seus espaços internos iluminados, expondo suas cores e movimentos para quem as vê de fora.

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato. Cita: "O Palmeiral das Surpresas / Junquera Arquitectos" [El Palmeral de Las Sorpresas / Junquera Arquitectos] 10 Ago 2014. ArchDaily Brasil. (Trad. Santiago Pedrotti, Gabriel) Acessado . <http://www.archdaily.com.br/br/625306/o-palmeiral-das-surpresas-junquera-arquitectos>