i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Capela
  4. Brasil
  5. Oscar Niemeyer
  6. 1943
  7. Clássicos da Arquitetura: Igreja da Pampulha / Oscar Niemeyer

Clássicos da Arquitetura: Igreja da Pampulha / Oscar Niemeyer

Clássicos da Arquitetura: Igreja da Pampulha / Oscar Niemeyer
Clássicos da Arquitetura: Igreja da Pampulha / Oscar Niemeyer

Clássicos da Arquitetura: Igreja da Pampulha / Oscar Niemeyer Clássicos da Arquitetura: Igreja da Pampulha / Oscar Niemeyer Clássicos da Arquitetura: Igreja da Pampulha / Oscar Niemeyer Clássicos da Arquitetura: Igreja da Pampulha / Oscar Niemeyer + 17

A Igreja de São Francisco de Assis, projetada pelo renomado arquiteto Oscar Niemeyer e inaugurada em 1943, é parte do projeto arquitetônico da Pampulha encomendado pelo prefeito de Belo Horizonte, Juscelino Kubitschek. Este conjunto é um marco da arquitetura moderna no Brasil e no mundo, abrigando vários ícones do modernismo brasileiro. Além disso, as placas de trânsito que apontam o caminho para Belo Horizonte, aparece na forma da Igreja, que acabou como o símbolo da cidade.

Sendo uma das primeiras obras do arquiteto, com a qual ele ganhou reconhecimento em todo o país, Niemeyer encontrou a oportunidade de desafiar a monotonia que rodeava a arquitetura contemporânea, aproveitando-se da liberdade plástica que o concreto permite, dando início a sua arquitetura de curvas que o caracteriza até hoje.

A igreja, apesar de ser considerada como a obra-prima do conjunto, recebeu muitas críticas dentro do ambiente cultural tradicional da cidade, e especialmente das autoridades eclesiásticas, que por 14 anos não permitiram a consagração da capela, devido, entre outras coisas, a sua forma pouco ortodoxa. Esta forma representa um uso completamente revolucionário do concreto para obras religiosas.

É característico o uso do concreto neste trabalho, no qual se conseguiu os volumes de grande riqueza formal, incorporando, ao mesmo tempo, valores poéticos da cultura do país. Suas curvas e linhas oblíquas, lhe conferem um caráter assimétrico e flexível, refletindo a exploração máxima das possibilidades plásticas e potencialidades escultóricas oferecidas pelo concreto armado.

Estas curvas também mantém uma continuidade visual harmônica entre os volumes habitáveis, que se relacionam para gerar um grande espaço comum com diversas formas de ser percorrido.

A sua estrutura é composta por arcos que formam cada abóbada. As duas maiores são o teto da nave e do altar, enquanto que as menores, na parte de trás, servem de apoio. O uso dessa forma parabólica permite que um único elemento forme a cobertura e as paredes, sem recorrer a estruturas independentes. Em contraste com o conjunto, aparecem o campanário e a marquise da entrada, como elementos independentes.

Niemeyer teve a colaboração do engenheiro de estruturas, e poeta, Joaquim Cardoso, do artista brasileiro Candido Portinari e o paisagista Burle Marx, que projetou os jardins exteriores. É possível notar os fortes elementos decorativos presentes nas laterais da nave principal. Toda a parede do fundo é ocupada por um mural de São Francisco pintado por Portinari, como a fachada traseira que é coberta por uma composição branca e azulejos azuis. E, para chamar a atenção para o mural, o arquiteto estreita a abóboda até o altar. Um jogo de luz entre o coro iluminado e madeira escura da nave destacam o mural.

  • Arquitetos

  • Localização

    Av. Otacílio Negrão de Lima, 3600, São Luís - Belo Horizonte - MG, 31365-450, Brasil
  • Ano do projeto

    1943
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato. Cita: Marina Holanda Souza. "Clássicos da Arquitetura: Igreja da Pampulha / Oscar Niemeyer" 28 Nov 2012. ArchDaily Brasil. Acessado . <http://www.archdaily.com.br/83469/classicos-da-arquitetura-igreja-da-pampulha-slash-oscar-niemeyer>