A Cidade Olímpica / Jon Pack e Gary Hustwit

 

A crença generalizada é que os Jogos Olímpicos geram bilhões em receitas, uma quantidade incalculável de publicidade, e uma desculpa para fazer brotar grandes projetos de renovação urbana. Cidades investem milhões – e isso é só para ser considerado pelo Conselho Olímpico. E, no entanto, mais frequentemente o que sucede é que as Olimpíadas geram dívidas, decisões de planejamento questionáveis ​​(como arrasando bairros de baixa renda) e massivas estruturas caras que acabam vagas e não utilizadas quando os Jogos terminam.

© Jon Pack e Gary Hustwit

Jon Pack e Gary Hustwit decidiram empreender um projeto de fotografia para capturar cidades pós-Olímpicas – os sucessos e os fracassos. Desde o auditório que virou mega-igreja coreana em Los Angeles à locais vazios em Atenas, o projeto A Cidade Olímpica, atualmente em captação de recursos no Kickstarter,  narrará cada cidade pós-olímpica “renascimento ou decadência.”

© Jon Pack e Gary Hustwit

Para nós, o projeto levanta algumas questões interessantes: quais escolhas as cidades podem fazer para promover o renascimento urbano em conseqüência de uma Olimpíada? Ou, no mínimo, como as cidades podem evitar o destino da decadência pós-olímpica?

Confira o vídeo para a campanha de Pack e Hustwit no Kickstarter, aberta até 29 de junho de 2012.

Via Fast Company.

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato. Cita:Joanna Helm. "A Cidade Olímpica / Jon Pack e Gary Hustwit" 15 May 2013. ArchDaily. Accessed . <http://www.archdaily.com.br/br/01-53362/a-cidade-olimpica-jon-pack-e-gary-hustwit>
comments powered by Disqus