i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. Brasil
  5. Steck Arquitetura
  6. Casa Jabuticabeira / Steck Arquitetura

Casa Jabuticabeira / Steck Arquitetura

  • 09:34 - 7 Maio, 2013
Casa Jabuticabeira / Steck Arquitetura
Casa Jabuticabeira / Steck Arquitetura, © Cortesia de Steck Arquitetura
© Cortesia de Steck Arquitetura

© Cortesia de Steck Arquitetura © Cortesia de Steck Arquitetura © Cortesia de Steck Arquitetura © Cortesia de Steck Arquitetura + 14

  • Arquitetos

  • Localização

    Campinas, Brasil
  • Arquiteto

    Arq. Maria Jocelei Steck
  • Fornecedor Esquadrias de Alumínio

    Dealuminio
  • Projeto Luminotécnico

    www.arlight.com.br / www.abrd.com.br
  • Projeto Estrutural

    Escritório Técnico Cid Guimarães
  • Fotografias

© Cortesia de Steck Arquitetura
© Cortesia de Steck Arquitetura

Alguns dos conceitos que moveram esse projeto foram possibilitar espaços que privilegiam tanto o uso como a convivência entre familiares e amigos e o abrigo e a intimidade necessária numa casa.

A casa foi implantada num terreno de esquina de aproximadamente 1.100m² com leve inclinação, criamos num trecho, um muro espesso, revestido com pedra, para ajudar a proporcionar maior intimidade e privacidade em relação à rua, com vários nichos dispostos em diferentes tamanhos na face interna. Na entrada social, garagem e acesso de serviço optamos por um recuo, maior que o necessário por lei, pensado numa maior integração e transição suave com a rua. A casa se abre para a paisagem através de toda a esquina.

© Cortesia de Steck Arquitetura
© Cortesia de Steck Arquitetura

A implantação também foi pensada para tirar o melhor proveito da insolação, ventilação, paisagem e integração com o jardim. A casa foi disposta de maneira a proporcionar vistas diferentes de diversos ângulos. Cuidando sempre de todas e cada uma das fachadas, sem exceção, de maneira especial.

Temos claramente seis áreas dispostas: a social, a de serviço, a de acesso, a de apoio para a varanda, churrasqueira e a piscina, a do atelier com possibilidade de acesso independente externo e a área íntima. Toda a casa se abre, se quiser, ao exterior, ao jardim, através de grandes vãos e aberturas.

Planta - 1º Pavimento
Planta - 1º Pavimento

O programa social, composto pela varanda e sala de estar com pé direito duplo e as salas de jantar e TV, junto ao lazer, piscina, churrasqueira, deque e gazebo (com pergolado tramado em aço-corten), foi disposto de forma a existir uma total integração dessas áreas de convívio. A ampla varanda ficou protegida por um lado pelo muro revestido de pedras, que também protege a escada de acesso externo e independente que leva ao segundo piso onde se encontra um atelier, e pelo outro lado por uma empena de concreto aparente, e pelo bloco também espesso, revestido de madeira de demolição, e vazado, onde se concentra a área de trabalho da churrasqueira e bancada de apoio e convivência.  Toda a parte social da casa se volta para a piscina, implantada na face norte do lote - composta de raia de natação, área de relaxamento, área de recreação , área de descanso para colocar espreguiçadeiras dentro da água e dois espelhos d’água futuramente preenchidos com seixos, além de pisantes centrais (revestidos em mármore branco com acabamento antiderrapante) para acessar cada uma dessas áreas separadamente - e  que  é circundada por deck ou fundo infinito, proporcionando maior fluidez e leveza.

© Cortesia de Steck Arquitetura
© Cortesia de Steck Arquitetura

A cozinha, voltada para o leste, com bancada para refeições, se integra à churrasqueira e também ao jardim e um pátio (em que o foco central é a jabuticabeira) e pode ficar completamente integrada à sala de jantar, bar e espaços de convívio, e toda parte social, se abrirmos os painéis/portas móveis.

Todo o programa de serviço se concentra de maneira a ter acesso independente ou não da cozinha, para não interferir no uso desta, e facilitando seu acesso para outras áreas.

© Cortesia de Steck Arquitetura
© Cortesia de Steck Arquitetura

A sala de TV tem espaço ainda para uma mesa de jogos e para a pizza de domingo e também pode se integrar totalmente à sala de estar e varanda ou manter sua privacidade, utilizando a mesma solução de portas/painéis de correr da cozinha, respeitando, adequando e proporcionando novas possibilidades de usos sempre.

O hall de entrada recebe de forma mais recuada em relação à rua, quem vem visitar, numa clara e suave transição entre espaço externo e interno e é a partir dele, que acessamos toda a casa, seja de maneira mais íntima, como pela escada para piso superior protegida do exterior pela parede principal do hall, como para as áreas de serviço, acesso a garagem, e as áreas sociais. Dali se vê também a bancada solta do lavabo emoldurada por vidros (com vista total para o jardim) ao invés de espelho.

© Cortesia de Steck Arquitetura
© Cortesia de Steck Arquitetura

O programa íntimo se divide em três partes integradas, mas independentes: o atelier que tem dois acessos, um deles pela escada lateral externa e coberta pela varanda e outro pelo hall íntimo superior que possui vista para a sala de estar. Desse hall íntimo de transição chega-se à suíte do casal (dormitório, closet, saleta para maquiagem e banho com abertura móvel de vidro no teto sobre a banheira, para ver o céu e vista resguardada para a paisagem), que pela disposição, fica com maior privacidade em relação às demais suítes, que são acessadas por esse mesmo hall, mas através de uma pequena saleta de convívio que tem ainda rouparia e minicopa.

Para o dia foi feito o estudo para melhor aproveitamento da incidência da luz natural, e para a noite, o da atmosfera criada pela luz artificial, projetada para possibilitar infinitas combinações e cenários, facilitados pelo projeto de automatização da casa.

© Cortesia de Steck Arquitetura
© Cortesia de Steck Arquitetura

Assim, estudando os usos, e através da escolha criteriosa dos materiais, suas texturas, espessuras e do detalhamento e compatibilização de projetos de maneira rigorosa, atenta e cuidadosa, mais a observação e cuidado com esse conjunto de relações: entre os materiais em si, da relação com e dos espaços possíveis e do que evocam, da relação destes todos com a luz (que se modifica durante os diferentes horários do dia e das estações, proporcionando novas e diferentes percepções a quem nele habita ou visita), dos sons reverberando de diferentes maneiras através de vários materiais e suas relações com o espaço, das relações de temperatura (tempo de calor e frescor, tempo de frio), dos espaços de transição, das relações dentro-fora, das aberturas e fechamentos, das relações de intimidade-convivência, das relações entre sombra e luz, das relações com o entorno, com a paisagem e com a relação entre os corpos: entre o corpo da arquitetura e o corpo do homem, tentamos criar espaços que nos tocam, nos emocionam, nos envolvam.

Corte
Corte

Texto por Beatriz Steck.

Cita: "Casa Jabuticabeira / Steck Arquitetura" 07 Mai 2013. ArchDaily Brasil. Acessado . <http://www.archdaily.com.br/112444/casa-jabuticabeira-slash-steck-arquitetura>